Luciano Huck, apresentador da Rede Globo, se pronuncia sobre o caso Carrefour e divide opiniões na web

Apresentador preferiu não expor o nome do supermercado nas redes sociais e vem gerando uma grande polêmica na web

Foto do revisor (Sawara Brasil Moreira)
Revisado por: (Sawara Brasil Moreira)
Anúncio


Nesta sexta-feira (20), o apresentador Luciano Huck resolveu utilizar o seu Twitter para falar sobre a polêmica que envolveu o supermercado Carrefour neste feriado da Consciência Negra. Ao que tudo indica, a opinião de Luciano não foi bem vista e gerou uma grande polêmica em toda a web.

Continua depois da publicidade

“20/11 devia ser um dia de reflexão, escuta, aprendizado sobre a desigualdade racial no BR. Mas hoje a barbárie dos tempos da escravidão renasceu em um supermercado”, escreveu Luciano Huck em seu Instagram ressaltando que um homem negro apanhou até a morte numa cena covarde.

Não perca! Tá bombando na web: Vídeos de Mel Maia dançando funk viralizam e roupa da jovem divide opiniões: “curto demais”

Continua depois da publicidade

O apresentador do Caldeirão do Huck não deixou de afirmar que o ato foi um crime racista. Além disso, se posicionou sobre o racismo que existe na sociedade brasileira: “um crime a confirmar o racismo estrutural que precisamos enfrentar”.

Continua depois da publicidade

O posicionamento do apresentador dividiu a opinião dos internautas. Os fãs de Luciano Huck ficaram muito felizes com a atitude do apresentador. Afinal, segundo eles, é mais do que essencial que artistas e celebridades levem o caso para a mídia e alcancem um grande número de pessoas.

Contudo, outros seguidores e internautas, acusaram Luciano Huck de se mostrar “isento”. Afinal, no seu posicionamento, o apresentador não mencionou, em nenhum momento, o nome do supermercado Carrefour. “Fala o nome do supermercado se tiver hombridade”, comentou um deles. “Por que você não fala o nome do supermercado? O nome é #Carrefour”, questionou outro.

Um dos internautas também não deixou de comentar que como empresário e apresentador, Luciano Huck devia dar exemplo, iniciar uma frente, inserir e oportunizar mais negros em seus investimentos, passando a ocupar mais espaços. “Racismo estrutural se combate com ação através da igualdade”, afirmou. 

Você também pode gostar: A Fazenda: internautas pedem a expulsão de Jojo Todynho após atitudes inapropriadas da cantora

Celebridades se posicionam sobre o caso

Além de Luciano Huck, outras celebridades também se posicionaram, por meio das mídias sociais, sobre o caso Carrefour. Bruno Gagliasso, um grande nome no combate ao racismo, não deixou de fazer uma publicação em seu Instagram sobre o ocorrido.

Por meio de uma foto em que uma das unidades do supermercado aparece em chamas, Bruno Gagliasso escreveu: “não criminalize a reação do oprimido! 20/11/2020″. A publicação rapidamente viralizou e foi alvo de muitos elogios. 

Giovanna Ewbank, esposa do ator, também não se calou e se posicionou nas redes sociais: “a pauta racial foi o segundo assunto mais discutido no mundo em 2020. E João Alberto Silveira foi espancado até a morte na véspera da consciência negra. Não. Não somos todos iguais. E você, no seu lugar de privilégio, precisa fazer alguma coisa além de dizer que vidas negras importam. Precisa se importar de verdade”, escreveu.

Os internautas não deixaram de comparar o posicionamento de Luciano Huck aos demais artistas e, novamente, ressaltaram que Luciano não quis sujar o seu nome e preferiu não se posicionar diretamente contra a rede Carrefour.

Veja também: Sikêra Junior comemora vitória em cima de Xuxa Meneghel após apresentadora pedir sua demissão

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies