Marcius Melhem volta a ser um dos assuntos mais comentados na web após novas acusações

Criminalista Mayra Cotta revelou com exclusividade novos detalhes sobre o caso Marcius Melhem

Anúncio


Neste sábado (24), a advogada criminalista Mayra Cotta, que representa as supostas vítimas de assédio sexual e moral no caso envolvendo Marcius Melhem, deu uma entrevista exclusiva a colunista Mônica Bergamo, do portal Folha de São Paulo. As falas da criminalista repercutiram na web e fizeram com que o nome do humorista voltasse a ser um dos mais comentados do momento.

Continua depois da publicidade

Na entrevista, Mayra Cotta informa que havia sim um chefe que utilizava a sua posição para subordinar as outras pessoas. Usando o seu poder que tinha de poder contratar ou demitir as pessoas. As subordinações, segundo a criminalista, envolviam momentos constrangedores e inaceitáveis como, por exemplo, trancar mulheres em alguns espaços específicos e as tentar agarra-las, contra a vontade delas.

Confira também: Bianca Andrade e seu namorado, Fred, garantem lugar exclusivo da live Garota VIP, de Wesley Safadão

Continua depois da publicidade

“De insistir e ficar mandando mensagem inclusive de teor sexual para mulheres que ele decidia se iam ser escaladas ou não para trabalhar, se ia ter cena ou não para elas. De prejudicar as carreiras de mulheres que o rejeitaram. De ficar obcecado, perseguindo mesmo. Foi um constrangimento sistemático e insistente, muito recorrente”, afirmou Mayra Cotta.

Continua depois da publicidade

A criminalista disse também que atualmente mais de trinta pessoas estão apoiando ou que foram testemunhas no caso de Marcius Melhem. Mayra afirmou que, entre elas, estão homens que acreditam nas palavras das suas colegas de profissão e estão dando a elas uma força incrível.

Veja também: Vestido azul de Mel Maia ganha destaque no Instagram e publicação alcança mais de 1 milhão de pessoas

Marcius Melhem nega as acusações

Marcius Melhem, desde a grande polêmica envolvendo o seu nome, vem negando as acusações. A equipe de reportagem do portal Folha de São Paulo entrou em contato com o humorista que, mais uma vez, negou os fatos.

Melhem afirma que está disposto a reconhecer seus erros e pedir desculpas. Além disso, disse que, se possível, quer reparar pessoas que ele tenha de qualquer forma magoado durante esses anos como diretor.

“Quero enfrentar isso com verdade e humanidade e me expor se for preciso. Fazer jus a todos esses anos em que pautas como as do feminismo foram abraçadas pelo humor transformador em que eu acredito”, afirmou dizendo que ele fez parte de um grupo de homens e mulheres que se orgulha de usar o humor e as piadas construídas como um meio de combater o preconceito.

Você também pode gostar: Léo Santana e Lore Improta mostram momentos exclusivos em viagem ao som de Luísa Sonza: tá maluquinha, dispara na web

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies