Arranhadura de gato é perigosa? Veja o que diz a Veterinária Bruna Hermes

Sabia que existe uma doença chamada de arranhadura de gato. Entenda mais

Anúncio


A doença da arranhadura do gato é uma infecção que o humano pode adquirir depois que o felino arranha, morde ou lambe determinada parte do seu corpo. Principalmente, com exposição de mucosas, ou seja, numa ferida aberta, por exemplo.  A veterinária Bruna Hermes dá esclarecimentos hoje 16/11, acerca do assunto.

Continua depois da publicidade

Essa doença também é conhecida como febre da arranhadura do gato. Mas em pessoas saudáveis ela não representa maiores riscos.

Entretanto, ela pode ser um problema para crianças pequenas ou pessoas com baixa no sistema imunológico . Isso inclui aquelas que estejam acometidas com câncer, diabetes ou síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS).

Continua depois da publicidade
Alguns cuidados são necessários para evitar a arranhadura de gatos ( Imagem: Cidade Verde)

Vale dizer também,  que são as bactérias presentes na saliva dos gatos que causam a doença. Essas, por sua vez, são transmitidas aos gatos pelas picadas das pulgas.

Continua depois da publicidade

A doutora Bruna fala mais a respeito no decorrer da matéria e orienta como prevenir e cuidar, caso alguém seja arranhado por um gato.

Leia também: Linguagem do Pet: o que ele está comunicando? Descubra hoje

O que causa a doença da arranhadura do gato?

Como visto a contaminação acontece pelo contato do animal já contaminado, com um ser humano. A saliva costuma ser o veículo mais comum para a transmissão. Dessa maneira, evitar aquelas lambidas carinhosas, ainda que seja difícil para o tutor, é o melhor a ser feito.

Você também pode se esquecer e colocar bactérias em seus olhos, se esfregá-los depois de acariciar o pelo do gato, vez que também aí, o animal tem por hábito, passar a língua  deixando saliva contaminada.

Além do mais, muitas pessoas que contraem a doença da arranhadura do gato não se lembram de quando foram arranhadas ou mordidas pelo animal, pois os sintomas podem demorar a aparecer.

 

Sintomas da doença da arranhadura do gato no animal

Melhor não irritar o gato e evitar arranhadura (Imagem: Pxhere)

De acordo com a veterinária Bruna Hermes, de Santa Cruz do Sul (RS), a doença é causada pelo gênero da bactéria Bartonela.  É uma bactéria gran-negativa, de crescimento lento e que pode demorar de semana a meses a ser diagnosticada. Observe o que ela diz a seguir:

“Quem transmite em gatos, normalmente, é a pulga. Alguns podem vir a adoecer e podem apresentar febre, letargia (lentidão), uveíte, gengivite e doenças neurológicas. Mas a grande maioria dos gatos não adoece, e sim, passam a ser um reservatório dessa doença”.

Com relação a saúde pública, a veterinária afirma que existem algumas questões que podem diminuir a probabilidade do gato adquirir doenças com essas espécies de pulgas.

” O controle rigoroso de pulgas é fundamental. Pessoas imunocomprometidas, ou seja, com defesa do corpo em baixa, devem evitar o contato com gato desconhecido.” Afirma a médica veterinária.

E importante cortar as unhas e manter higiene dos gatos (Imagem: gatoclub)

Ela também orienta sobre cuidados rotineiros na relação com os gatos, veja:

  • As garras dos gatos devem ser aparadas ou cortadas regularmente.
  • Evitar mordidas e arranhões.
  • E toda vez que uma pessoa tiver uma ferida em decorrência dos gatos, deve ser lavado prontamente com água  e sabão.
  • E dependendo do aspecto da lesão tem que procurar um médico.
  • Também não permitir que gatos lambam feriadas abertas, bem como manter os gatos dentro de casa, sempre que possível, para minimizar a caça as pulgas.”

O que deve observar:

A doutora Bruna orienta ainda que:

“uma protuberância (inchaço), ferida ou bolha vermelha pode se desenvolver onde um gato o mordeu ou arranhou. Isso pode acontecer de 3 a 10 dias após a mordida ou arranhão. Quando se coça o local vem a ferida ou bolha, que pode levar algum tempo para cicatrizar. Pode dar febre baixa, dor de cabeça, fadiga e falta de apetite.”

O que mais pode ser feito quando ocorrer arranhadura de gatos

Mais uma vez a veterinária reforça sobre buscar ajuda especializada, se notar algum dos seguintes problemas:

  • Um arranhão ou mordida de gato que não cicatriza;
  • Uma área vermelha ao redor de um arranhão ou mordida de gato que continua a aumentar por mais de 2 dias após a lesão;
  • Febre que dura vários dias após uma mordida ou arranhão de gato;
  • Dor nos ossos ou nas articulações, dor abdominal (sem febre, vômito ou diarreia) ou cansaço excessivo por mais de 2 a 3 semanas.

A doença da arranhadura do gato pode ser prevenida ou evitada?

arranhadura de gato
Arranhadura de gato é perigosa? Saiba agora! Foto – Bing

Sim, você pode prevenir a doença da arranhadura do gato das seguintes maneiras:

  • Lave bem as mãos após manusear um gato.
  • Tenha cuidado ao brincar com gatos para evitar arranhões e mordidas.
  • Não deixe seu gato lamber você, ainda que isso seja muito carinhoso, especialmente ao redor da boca, nariz, olhos ou feridas abertas.
Lambida de gato
Mesmo que seja fofo evite as lambidas dos gatinhos (Imagem: Terra)
  • O controle das pulgas deve ser observado para diminuir a chance do seu gato contrair a bactéria.
  • Nas brincadeiras, evite provocar o gato, deixando-o irritado, pois a sua reação de defesa será imediata e isso pode resultar em arranhaduras contaminadas pelas bactérias nocivas encontradas na saliva.
  • Evite acariciar gatos selvagens ou aqueles que são desconhecidos.

Uma outra recomendação é sobre os gatos jovens, pois eles têm maior probabilidade de transmitir a bactéria do que os gatos mais velhos. Segundo a veterinária as famílias com gatinhos novos apresentam taxas mais altas de infecção. E se esses gatinhos tiverem pulgas, a taxa de infecção pode ser ainda maior.

Tratamento da doença da arranhadura do gato

Primeiramente, as orientações da veterinária se referem a limpeza do local da ferida, ela é de suma importância. Dessa maneira, lave bem o local com água tratada e sabão. Não deixe de  buscar atendimento na Unidade de Saúde mais próxima ou no hospital de referência da sua região.

Lá você será atendido, acompanhado e orientado como seguir com os cuidados em sua casa. E sobretudo, será avaliado a necessidade de tomar vacina para prevenir complicações em relação as doenças de gato.

A médica veterinária orienta também a aplicação de compressas de aquecimento na área afetada, elas podem ajudar no controle da dor e demais desconfortos.

Mas saiba, a consulta médica é a primeira atitude a tomar, assim que o incidente da arranhadura ou ferida de gato acontecer. O profissional de saúde saberá indicar o melhor tratamento para a cura e evitar danos a sua saúde.

Portanto, fique atento (a), pois em casos raros, a infecção pode se espalhar para os ossos, fígado ou outros órgãos. Isso requer um tratamento mais intensivo.

Como prevenir a doença nos gatos?

Se você está preocupado com a possibilidade de seu gato ter a bactéria ou até mesmo apresentar outros problemas de saúde, entre em contato com um veterinário e faça controles sempre que possível. Nada é melhor que prevenir.

Aliás, de acordo com a veterinária, a maioria dos gatos que têm essa bactéria não ficam doentes. Mas de forma mais rara, eles podem desenvolver inflamação do coração e a médio ou longo prazo ter dificuldades de respirar.

Vivendo com a doença da arranhadura do gato

De maneira geral, vale ratificar, que se um gato arranhar ou morder você, lave a área com água e sabão, busque orientação com um profissional de saúde mais próximo o quanto antes.

Leia também: Animal idoso: saiba como identificar se o seu pet está envelhecendo

Gostou dessa matéria? Acompanhe mais em nossas redes sociais e compartilhe: FacebookInstagranTwinter e Pinterest

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies