Gatos são destros ou canhotos? Descubra essa e outras curiosidades

Os gatos assim como os seres humanos podem ser destros ou canhotos Descubra em qual opção se enquadra o seu felino.

Anúncio


Você já se perguntou se seu gato é destro ou canhoto? Hoje, 28/11, na coluna Pets, do FolhaGo, você vai aprender como descobrir qual a pata mais utilizada pelo seu felino. Além disso, leia a matéria até o final e veja outras curiosidades sobre os gatos.

Continua depois da publicidade
pesquisa sobre gatos
Estudos descobrem se gatos são destros ou canhotos (imagem por super interessante)

Veja também: Os gatos são sensíveis às emoções de seus donos? Entenda agora

Pesquisa aponta se o gato é destro ou canhoto

Estudo desenvolvido pelo cientista Wells aponta se os gatos são canhotos ou destros. Para chegar a um resultado, o estudioso analisou o comportamento de 44 gatos, sendo 24 gatos do gênero masculino e 20 do feminino.

Continua depois da publicidade
gestos de gatos
Observe, por exemplo, as ações do seu gato (Imagem: SOS gatinhos)

Voluntários observaram as atitudes do cotidiano dos gatos e anotaram qual a pata foi utilizada para executar as ações. A maior parte dos gatos que apresentaram comportamentos destros foram os do sexo feminino.

Continua depois da publicidade

Dessa forma, os cientistas compararam esse resultado com uma nova pesquisa. Segundo esse estudo, a maior parte da população canhota é formada por homens. Sendo assim, alguns deles acreditam que as diferenças entre destro e canhoto está ligada a influência de hormônios sexuais.

Leia também: Gatos dormem muito: preguiça ou apenas gato sendo gato? Descubra aqui

Descubra se o seu gato é destro ou canhoto

 Todos os gatos possuem a sua preferência na hora de escolher qual a melhor pata para executar a ação. Caso você não saiba qual é a escolha do seu bichano, e tem vontade de descobrir mais sobre o seu pet, é muito fácil chegar a esse resultado.

Pesquisa mostra sobre gato destro ou canhoto (Fonte: Superinteressante)

Anote em uma planilha as ações diárias do pet e qual foi a pata escolhida pelo felino para realizar as tarefas. Entretanto, para que seja uma pesquisa eficiente esse período de análise deve permanecer por no mínimo quinze dias e observando as atividades mais comuns.

Dessa forma, será possível chegar ao resultado, e você conhecerá melhor o seu pet. Assim, você vai poder interagir melhor com seu animalzinho.

Curiosidades sobre os gatos

Você pode, por exemplo, observar as ações do seu gato para coletar informações e descobrir qual o comportamento do seu animal. Visto que a linguagem corporal é a maneira que ele utiliza para demonstrar o que sente.

Se encontrar o seu pet com os pelos arrepiados, não se assuste. Ele está com medo. Você deve, por exemplo, passar confiança ao animal. Dessa forma, é possível que você perceba em alguns momentos o seu gato ronronando. Essa é a forma que ele utiliza para demonstrar carinho e felicidade.

 

Aprenda curiosidades sobre os gatos (Crédito: Terra)

Os felinos quando se sentem confortáveis se expressam de maneira mais dengosa. Por isso, muitas vezes eles deixam a barriga amostra para receber carinho. Dessa maneira, fique atento para não perder esses momentos fofos do seu querido pet. 

Dessa forma, outra informação interessante é que os gatos possuem um olfato muito apurado. Isso ocorre devido a uma mucosa cheia de nervos localizada no focinho do pet. Os gatos utilizam o olfato para a sua sobrevivência desde ainda muito novos. É por meio desse sentindo que, quando bebês, localizam a mãe para se alimentar. O gato também utiliza o olfato para reconhecer território e identificar o tamanho de outros animais.

Leia também: Conheça 11 sons que os gatos fazem e o que significam

Por fim, gostou dessa matéria? Acompanhe mais em nossas redes sociais e compartilhe: FacebookInstagramTwitter e Pinterest.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies