Posso tingir o pelo do meu cachorro? Saiba agora

Tinta para pelos de cães é uma das novidades do mercado de estética para pets. Mas, será que essa é uma prática segura?

Anúncio


Se um dia você encontrar um cachorro com pelos cor de rosa andando na rua, não se espante. Essa é uma das novidades, que o mercado de estética criou para os cães: tinta para pelos. Mas, será que essa é uma prática segura? Posso tingir o pelo do meu cachorro sem nenhum risco? Confira hoje, 26/11, neste artigo do Folha GO.

Continua depois da publicidade
Posso tingir o pelo do meu cachorro? Saiba agora
Posso tingir o pelo do meu cachorro? Saiba agora | Imagem: Shutterstock

Leia também: Meu gato é limpinho e não precisa de banho: será mesmo verdade? Saiba mais

Consulte um veterinário antes de decidir tingir o pelo do seu pet

Contudo, antes de tingir os pelos do seu cachorro, procure um veterinário. Ele saberá se o processo pode ser realizado ou não, de acordo com a raça do pet. É que alguns pelos podem ser mais sensíveis que outros.

Continua depois da publicidade

Posso tingir o pelo do meu cachorro?

Essa é uma polêmica. É possível, sim, pintar o pelo dos cachorros, mas alguns veterinários não indicam realização do procedimento.

Continua depois da publicidade

A justificativa é que o pelo do animal não foi feito para ser tingido e, desse modo, o cão pode sofrer com algumas reações adversas, como alergia e intoxicação.

Contudo, caso decida pintar os pelos do bichinho, tome alguns cuidados. Saiba abaixo quais são eles.

Cuidados ao tingir os pelos de um cachorro

pintar pelo
A escolha de produtos de qualidades é o primeiro passo (Imagem: Gazeta do Povo)

Siga os passos para deixar os pets com pelos lindos e atuais com as dicas a seguir. Aproveita para fazer fotos bacanas também. Confira mais!

Escolha uma tinta de qualidade

Em primeiro lugar selecione uma tinta de boa qualidade, que seja produzida especialmente para cães. O produto precisa ser adequado para o tipo de pelo, bem como para o pH da pele do animal.

Na maioria das vezes, essas tintas são feitas à base de anilina, o mesmo corante natural utilizado para colorir bolos. Opte por uma marca que não possua fragrâncias fortes, pois o cheiro pode gerar um certo desconforto no animal.

Jamais utilize outros materiais, como papel crepom ou tinha para cabelo humano, por exemplo. Esses produtos possuem substâncias tóxicas prejudiciais à saúde do pet.

Faça um teste de mecha

Uma dica é, assim como fazemos com humanos, realizar um teste de mecha primeiro para ter certeza de que o cachorro não sofrerá com nenhuma reação colateral. Para isso, aplique a tinta em uma pequena parte do pelo e deixe-a por 24 horas sem lavar.

Se dentro desse período o animal não apresentar nenhuma reação negativa, você pode realizar o procedimento em todo o corpo.

Veja ainda: Banho e tosa em cachorros são complicados? Entenda a importância e saiba quando fazer

Cuidado com olhos e focinho do cachorro

Tome cuidado com o focinho e os olhos do cão. Caso a tinta atinja essa área, ela pode irritar o olfato ou causar problemas na visão. E não queremos problemas de saúde para nossos animaizinhos, não é mesmo?

Escolha profissionais qualificados

Além disso, evite pintar os pelos do animal em casa. Escolha um lugar de confiança para que o procedimento aconteça da melhor maneira possível. Tingir os pelos de um cachorro não é um processo natural. Desse modo, tome cuidados para evitar problemas de saúde no bichinho.

Vale ressaltar que dependendo da gravidade, problemas dermatológicos ou uma reação alérgica aguda podem, por exemplo, levar o pet à morte.

Continue lendo: Os cães amam rolar na grama: saiba desse hábito e outras curiosidades desse pet

Gostou dessa matéria? Acompanhe mais em nossas redes sociais e compartilhe: FacebookInstagramTwitter e Pinterest.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies