Seu pet está mordendo os móveis? Veja como resolver essas travessuras

Confira abaixo, algumas dicas que podem ajudar a evitar, os pets de morder os móveis.

Anúncio


Pet mordendo os móveis. Infelizmente a destruição é um dos problemas mais comuns do comportamento canino, especialmente na fase de filhote, embora isso ainda aconteça em cães adultos também. Podemos não nos importar ,quando ele morde um chinelo velho, mas se ele demonstra fixação pelo controle da TV ou ainda destruir o sofá novo, então parece que é hora de agir. E é sobre esse assunto que hoje, 20/11, a Folha Go vai falar mais sobre esse assunto.

Continua depois da publicidade

Leia também: Linguagem do Pet: o que ele está comunicando? Descubra hoje

Por que os cães mordem os móveis?

mordendo os móveis
Seu pet está mordendo os móveis? Veja como resolver essas travessuras Foto – Bing

Primeiro a mastigação destrutiva dos pets ocorre por vários motivos.

Continua depois da publicidade
  • Problemas médicos;
  • Dentição;
  • Comportamento de busca de atenção;
  • Ansiedade, tédio ou frustração;
  • Fome;
  • Transtornos obsessivo-compulsivos;
  • Falta de treino;
  • Escapar do confinamento;

Vale também considerar a raça do animal. É que este tipo de comportamento, também influencia dependendo de algumas raças, pois existem raças, que foram criadas para serem dóceis e tranquilas em casa.

Continua depois da publicidade

Por outro lado,  existem outros cães que precisam ser mais ativos,  como os cães de caça e os que estão  na lista dos mais agitados.

Como resolver Pet mordendo os móveis

mordendo os móveis
Seu pet está mordendo os móveis? Veja como resolver essas travessuras Foto – Bing

Confira algumas dicas que podem contribuir para os pets que ficam mordendo os móveis.

Mais exercício físico

Como técnica você deve passar mais tempo brincando ou caminhando com seu animal de estimação. Claro, sempre de forma tranquila, caso contrário você poderia excitá-lo ainda mais.

Se você praticar corrida regularmente, poderá adicioná-lo como um companheiro; Você também pode brincar com ele no parque ou levá-lo a um lugar especial para brincar com outros cães.

Brinquedos de goma

Outra maneira de evitar que o cachorro morda os móveis é comprar brinquedos para mastigar, especialmente  para ele.

São muito úteis, principalmente com filhotes, porque além de mantê-los distraídos, aliviam as dores nas gengivas que sofrem durante o crescimento.

Adquira brinquedos para seu pet (Imagem: casa-e-construção)

Além disso, para que estes chamem a atenção e sejam mais marcantes, pode optar por aqueles mimos, que incluem luzes, ruídos ou formas originais.

Feromônios sintéticos

Se a origem dessa atitude é a ansiedade, podem existir produtos que liberam feromônios (substâncias químicas produzidas para fora do corpo) e que agem como tranquilizantes contra o estresse.

Dentre eles os colares, sprays, plugs e muito mais.  As opções são infinitas. Esses hormônios, podem ajudar seu animal de estimação a se sentir mais relaxado e, portanto, não mastigar os móveis de sua casa.

Ajuda Profissional

E se nenhuma dessas alternativas funcionar, você pode até combinar várias técnicas, talvez você deva considerar pedir um conselho profissional. Um adestrador que se dedica ao estudo do comportamento, do instinto e da relação com o meio ambiente dos animais.

Leia ainda: Cortar ou manter as garras do gato é motivo de dúvida para os donos dos pets

Como proteger os móveis

Cão bagunceiro
O que fazer quando o cão é bagunceiro (Imagem: Metrópole)

Pode levar algum tempo para ensinar novas regras a seu pet. Seja paciente e SEMPRE dê aos cães uma opção legal.

Enquanto isso, aqui estão quatro dicas para manter seus móveis seguros e criar um sofá à prova de cães:

  1. Configure portões para cães, como o portão de passagem para cães para impedir o acesso do filhote à área afetada;
  2. Coloque um tapete rolante de plástico com a ponta virada para cima na almofada;
  3. Use uma fita adesiva para gatos;
  4. Use capas de sofá ou um lençol ou cobertores para cães

Após observar as  dicas acima, e mesmo assim o comportamento do seu pet não mudar, considere a ajuda de adestrador profissional, como já dito anteriormente.

Confira também: Finados e animal de estimação: uma homenagem aos pets que se foram

Gostou dessa matéria? Acompanhe mais em nossas redes sociais e compartilhe: FacebookInstagranTwinter e Pinterest

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies