Velório de Maradona: polícia usa gás lacrimogêneo para controlar ânimos dos fãs

Corpo de Maradona falecido nesta quarta-feira está sendo velado na Casa Rosada, sede do governo argentino.

Anúncio


Logo nas primeiras horas, após o anúncio do local do velório do corpo do ídolo argentino Diego Maradona, morto nesta quarta-feira, vítima de parada respiratória, multidões de fãs começaram a chegar nas proximidades da Casa Rosada.

Continua depois da publicidade

O local foi escolhido para receber o corpo do ex jogador, logo após o anúncio, uma multidão se dirigiu ao local, para prestar homenagens e se despedirem do ídolo. 

Velório de Diego Maradona

O velório de Diego Armando Maradona começou por volta das 6 horas da manhã desta quinta-feira (26), na sede do governo da Argentina.

Continua depois da publicidade

Nas primeiras horas, a quantidade de pessoas tentando adentrar ao local já era grande, com a polícia tentando controlar a entrada de admiradores, começando pequenos tumultos, devido à quantidade de pessoas.

Continua depois da publicidade

Multidão fica fora de controle e há início de confusão

Muitos que adentravam o palácio presidencial, torcedores e fãs emocionados jogavam flores e camisas sob o caixão, que até o momento estava fechado, coberto pela bandeira da Argentina e por camisas do Boca Juniors e da seleção do país. 

Do lado de fora, a polícia argentina tenta manter o controle sobre o grande número de pessoas que tentam manter uma fila, mas com fãs os mais afoitos, começam princípios de confusão, com empurrões, após o cordão de isolamento.

Com a situação fora de controle, a polícia ainda consegue formar dois cordões de isolamento, separando o acesso das pessoas ao velório de Maradona.

Empurrões e objetos atirados na polícia

Mas para conter os ânimos, após fãs trocarem empurrões e começarem a atirar objetos, a polícia foi obrigada a usar gás lacrimogêneo devido a um começo de confronto. Segundo o portal ge, que vem acompanhando ‘minuto a minuto’, a situação no local no momento está controlada.

Após controlar a situação, o acesso foi sendo liberado aos poucos, dentro da Casa Rosada as cenas são comoventes.

Muitos torcedores fazem uma parada diante do corpo e choram a morte de Maradona, sendo orientados pelos seguranças a seguir o fluxo, para que a imensa fila ande mais rápido.

O ator argentino Nito Artaza esteve presente no velório para prestar sua homenagem e falou com a imprensa argentina ao deixar a Casa Rosada:

– Sentimos todos nós argentinos. É uma pessoal que já era uma lenda antes de ir, é imortal. Ele é um imortal”. declarou.

Luto oficial de três dias na Argentina

O presidente Alberto Fernández confirmou sua presença no velório e declarou luto oficial de três dias, a estimativa é que mais de 1 milhão de pessoas participem do cortejo funeral.

Na quarta-feira, uma multidão já saia às ruas de Buenos Aires para lamentar a morte do ídolo, formando aglomerações em pleno período de pandemia.

A Argentina, é o nono país com mais casos de Covid no mundo (quase 1,4 milhão), ocupando a décima posição em número de mortes (37,7 mil).

Maradona, uma lenda do futebol mundial e maior jogador da história da Argentina, morreu aos 60 anos, deixando 5 filhos e 4 netos. Segundo um advogado do mesmo, o ex jogador teria outros filhos, não reconhecidos.

O sepultamento de Diego Armando Maradona está marcado para às 16 horas, (de Brasília), ainda não há informações sobre o cortejo .

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies