Deputados criticam governo após demissão do superintendente da PF no Amazonas; entenda

Parlamentares defendem a substituição do ministro

Anúncio


Ontem, quarta-feira (14/04), o superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A denúncia culminou com a demissão do delegado nesta quinta-feira (15/04).

Continua depois da publicidade

De acordo com a declaração, o chefe do Ministério do Meio Ambiente defende infratores ambientais e concede, supostamente, condições facilitadas para que madeireiros explorem, de forma ilegal, os recursos da Amazônia.

Desse modo, segundo Saraiva, Ricardo Salles sabia do esquema ilegal que resultou na maior apreensão de madeira no país – 200 mil metros cúbicos de madeira, cujo material está avaliado em R$ 130 milhões.

Continua depois da publicidade

Contudo, a Polícia Federal não fez nenhum pronunciamento com cunho político sobre a troca , apenas afirmou que a mudança faz parte do contexto de substituição interna.

Continua depois da publicidade

Demissão do superintendente da PF gera acusações da oposição

Com a demissão do superintendente da PF, os deputados da oposição disseram se tratar de uma estratégia política.

Além disso, entre os parlamentares contrários ao governo é comum a assertiva de que o presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) interfere na Polícia Federal.

Tendo isso em vista, diversos deputados comentaram hoje sobre o assunto. Entre eles, Alessandro Molon (PSB-RJ) criticou veementemente o acontecido e afirmou que a substituição deveria ser do ministro.

Em seu perfil oficial do Twitter, o deputado escreveu:

Deputados criticam governo após demissão do superintendente da PF no Amazonas; entenda
Imagem: Reprodução Twitter @alessandromolon

Bohn Gass (PT-RS) também comentou sobre o assunto e escreveu:

Deputados criticam governo após demissão do superintendente da PF no Amazonas; entenda
Imagem: Reprodução Twitter @BohnGass

Na mesma linha de pensamento, o deputado Carlos Zarattini (PT-SP) compartilhou em sua conta pessoal do Twitter a sua opinião sobre o assunto:

Deputados criticam governo após demissão do superintendente da PF no Amazonas; entenda
Imagem: Reprodução Twitter @CarlosZarattini

O ex-superintendente, desse modo, afirmou que é necessária uma atitude mais dura para combater o desmatamento ilegal na Amazônia e a grilagem de terra.

Segundo ele:

Precisamos que continuem as operações ostensivas. Precisamos atacar o processo administrativo que autoriza isso. Os madeireiros dizem que vão cultivar, criar gado, mas não é isso. Eles querem o documento de origem florestal. E a madeira não consegue circular sem o Documento de Origem Florestal (DOF). Se queremos resolver esse problema, precisamos olhar os processos administrativos, principalmente nos estados que desmatam mais.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies