Modelo matemático ajuda a otimizar pousos e decolagens em aeroportos

Pesquisa propõe soluções para um setor com alta demanda de passageiros nos próximos anos

Anúncio


Pesquisa desenvolvida com o apoio do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) propõe modelo matemático que contribui para otimizar o fluxo de pousos e decolagens da aviação civil brasileira, setor com alta demanda para os próximos anos. Segundo projeção do Ministério de Infraestrutura e Secretaria Nacional de Aviação Civil, o número de passageiros de avião deve dobrar até 2037. O estudo que trata do planejamento eficiente de pistas de pouso foi desenvolvido pela matemática Lorrany Cristina da Silva, com orientação do professor André Carlos Ponce de Leon Ferreira de Carvalho e co-orientação da professora Maristela Oliveira dos Santos.

Continua depois da publicidade

Tecnologia dos “aviões” da USP ganha os céus e competições Posted: 08/02/2019 Estudantes de diferentes cursos aplicam o conhecimento aprendido em sala de aula nos seus modelos de Aerodesign. 0 comments Meteorologia e aviação: como a ciência ajuda na segurança dos voos? Posted: 02/08/2017 No dia 5 de agosto, Parque Cientec tem palestra falando sobre a influência da meteorologia no setor aéreo

0 comments O estudo revisa os principais modelos encontrados na literatura que lidam com a otimização de pouso e propõe um novo modelo para corrigir falhas e limitações nos modelos estudados. O algoritmo apresentado busca minimizar o problema de adiantamento e atraso em pouso de aeronaves de pistas únicas e múltiplas. “Este trabalho investiga o Problema de Pouso de Aeronaves [ALP, do inglês Aircraft Landing Problem]. O objetivo do ALP é otimizar os tempos de pousos das aeronaves que chegam à pista do aeroporto”, explica Lorrany.

Continua depois da publicidade

Segundo a pesquisadora, a solução para esse problema por métodos de resolução exata é pouco estudada.”Os métodos mais estudados na literatura para resolução do ALP são métodos heurísticos. No entanto, não garantem a solução do problema como a que buscamos. Aplicar novos métodos/técnicas seria o diferencial deste trabalho. E, portanto, conseguir um algoritmo eficiente para contribuir com os problemas de gerenciamento”, relata.

Continua depois da publicidade

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, o CCET-UFSCar, IMECC-Unicamp, Ibilce-Unesp, FCT-Unesp, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies