Senador Romário quer atuar na CPI da Covid, mas diz que não é a hora certa

Romário (PL-RJ) afirma que investigações devem ocorrer no futuro e não durante o combate ao vírus

Anúncio


A CPI da Covid tem gerado opiniões divergentes entre parlamentares do Congresso Nacional e, principalmente, por parte do STF e também do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). Para o senador Romário (PL-RJ), ainda não é o momento certo de realizar uma investigação aprofundada sobre o tema.

Continua depois da publicidade

Um dos senadores que costumam ser ativos em CPIs instaladas no Congresso, Romário quer novamente fazer parte da Comissão Parlamentar de Inquérito que irá investigar os gastos dos gestores públicos quanto a recursos destinados ao combate da pandemia.

Através de suas redes sociais, ele garante ser favorável à instalação da CPI e que deseja fazer parte dela, mas discorda de que este seja o momento ideal para tal.

Continua depois da publicidade
Senador Romário quer atuar na CPI da Covid, mas diz que não é a hora certa
Senador Romário quer atuar na CPI da Covid, mas diz que não é a hora certa (Foto: Ag. Senado)

Senador Romário afirma querer a CPI, mas que não é a hora certa

Em sua opinião, o senador, que recentemente trocou o partido Podemos pelo PL, acredita que uma investigação com potencial para descobrir crimes deve ser feita em um momento que não tire a atenção de gestores quanto ao combate do vírus no país.

Continua depois da publicidade

“A CPI da Covid deve acontecer e eu quero participar, mas o momento não é o ideal. Com potencial de descobrir crimes cometido por gestores públicos, as CPIs devem ser feitas com tempo e responsabilidade. Porém, agora é hora dos gestores se concentrarem em combater o vírus”.

“Tirar governo federal, estaduais e municipais do combate à doença para responder a um inquérito pode agravar a nossa situação. No entanto, todos os gestores dessa crise devem responder aos questionamentos públicos do que foi feito com os recursos destinados à saúde, assim como responder a possíveis negligências no combate à pandemia”, opina o senador.

CPI da Covid também deve acontecer em estados e municípios

Romário também escreve ser favorável à investigação a nível estadual e também municipal, com o objetivo de detectar corrupções.

“Essas CPIs, inclusive, podem acontecer FUTURAMENTE também nas assembleias legislativas, para os governadores, e nas câmaras municipais, para os prefeitos. E todos os agentes públicos que forem culpados por desvios, roubos ou qualquer outro crime, devem responder criminalmente por isso, inclusive com prisão e perda de mandatos”.

Eleito como senador da República na eleição de 2014, o ex-jogador Romário está no penúltimo ano de seu primeiro mandato e ainda não confirmou se tentará a reeleição no ano de 2022.

Bolsa Família bloqueado no aplicativo entenda o que mensagem significa

Diversos usuários utilizam o meio digital para ter acesso às informações sobre os benefícios que recebem. Desse modo, se você recebeu a mensagem do Bolsa Família bloqueado no aplicativo, saiba como proceder.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies