USP, Unesp e Unicamp participam de ranking europeu de universidades

Nesta sexta edição do ranking, divulgada no dia 4 de junho, foram avaliadas aproximadamente 1.700 universidades de 96 países

Anúncio


“Diferente dos rankings tradicionais que classificam as instituições em posições, o U-Multirank publica um gráfico multidimensional da universidade e permite a identificação de seus pontos fortes e dos aspectos que precisam ser aprimorados. É como uma fotografia da instituição. Com isso, podemos avaliar seu desempenho ao longo do tempo e também compará-la com outras universidades, parecidas ou complementares, para estabelecer parcerias estratégicas”, explicou o coordenador do Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (Egida), Aluisio Augusto Cotrim Segurado.

Continua depois da publicidade

De acordo com Segurado, neste primeiro ano, a participação das três universidades ainda é experimental e restrita a alguns indicadores selecionados por elas, considerando, principalmente, o contexto das universidades estaduais paulistas e a confiabilidade de seus dados.

A adesão ao ranking foi realizada por meio de um convênio assinado pelas três universidades no âmbito do projeto de pesquisa Indicadores de Desempenho nas Universidades Estaduais Paulistas, liderado pelo ex-reitor da USP, Jacques Marcovitch, e apoiado pela Fapesp.

Continua depois da publicidade

O ranking também divulgou listas com as 25 melhores instituições em indicadores específicos. Nessas listas, a USP aparece como uma das instituições com maior número absoluto de publicações acadêmicas.

Continua depois da publicidade

U-Multirank Resultado de uma iniciativa da Comissão Europeia, o U-Multirank é o primeiro ranking multidimensional que permite ao usuário criar rankings personalizados, selecionando os indicadores de acordo com seu interesse.

Publicado pela primeira vez em 2014, o U-Multirank utiliza informações fornecidas pelas próprias instituições, bases de dados bibliométricas e de patentes internacionais, além de pesquisas realizadas com mais de 100 mil estudantes das universidades participantes.

A classificação é voltada para o usuário, que pode comparar o desempenho das instituições por país, cidade ou até mesmo entre elas, em cinco dimensões da atividade universitária: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento, internacionalização e influência regional.

O ranking também permite que uma instituição avalie seu desempenho ao longo dos anos, identificando seus pontos fortes e fracos. “Nosso principal interesse nesse ranking é obter informações que nos ajudem na avaliação da Universidade e a desenvolver indicadores de gestão cada vez mais aprimorados”, explica Segurado.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies