Auxílio emergencial 2021: valores, datas e tudo o que você precisa saber para receber

Benefício volta a partir de abril para 45 milhões de pessoas; valor é menor do que os de 2020 e chegará para 22 milhões de brasileiros a menos

Anúncio


O auxílio emergencial 2021 está mais do que confirmado. Após semanas de conversas entre Governo Federal e presidentes das casas do Congresso Nacional, a PEC 186/2019 foi aprovada tanto no Senado, como na Câmara dos Deputados. E, nela, consta um item que garante o pagamento de quatro parcelas do benefício neste ano. Hoje (24/03), explicaremos tudo que você precisa saber para receber o dinheiro.

Continua depois da publicidade

Valores do auxílio emergencial 2021

Quando falamos sobre auxílio, o principal interesse da população é para saber exatamente sobre quais serão os valores.

No entanto, esses tais valores que serão praticados no benefício de 2021 serão inferiores aos que foram pagos ao longo de todo o ano de 2020 – mesmo quando o auxílio foi reduzido em 50%.

Continua depois da publicidade

Por exemplo, famílias de uma só pessoa receberão uma cota que equivale à metade do menor valor pago ao longo do ano passado, nas últimas quatro parcelas que foram chamadas de auxílio extensão.

Continua depois da publicidade
Auxílio emergencial 2021: tudo que você precisa saber para receber
Auxílio emergencial 2021: tudo que você precisa saber para receber (Foto: Agência Brasil)

Entenda quanto cada beneficiário receberá:

  • Pessoas que moram só – R$ 150 por mês
  • Famílias com mais de uma pessoa residindo na mesma casa – R$ 250 por mês
  • Famílias com mães solteiras – R$ 375 por mês

Leia também: Sem crise na pandemia: conheça os brasileiros que estão bilionários

Como o valor foi definido?

Apesar das críticas quanto ao valor do benefício, em média de R$ 250 por família, a equipe econômica do governo, através do ministro Paulo Guedes, afirma entender que a proposta está no limite do que o país pode gastar.

Isso porque, existe um teto de gastos imposto através da PEC que foi aprovada no Congresso que limita em R$ 44 bilhões os valores que o governo pode arcar com as quatro parcelas do auxílio emergencial em 2021.

Parlamentares de oposição foram contra a proposta e um destaque do PT que liberava o limite de gastos para o auxílio foi rejeitado pelo Senado.

Quais serão as datas de pagamento?

Ainda não há um calendário oficialmente disponibilizado pela Caixa Econômica Federal para os beneficiários com direito ao auxílio emergencial fora do Bolsa Família.

Mas, atualmente sabe-se que o auxílio será pago nos próximos quatro meses: abril, maio, junho e julho. Cada beneficiário receberá uma parcela por mês.

Como se inscrever para receber o benefício e quem vai receber?

Não haverá fase de inscrições, pois o Ministério da Cidadania já possui a base de cidadãos que recebeu o benefício em 2020, sendo este um critério decisivo para receber em 2021.

O benefício é voltado para quem já recebeu no ano passado, mas chegará a 20 milhões de pessoas a menos – devido à regra de que só uma pessoa por família (residentes da mesma casa) poderá receber.

Cidadãos considerados como de baixa renda, com renda familiar máxima de três salários mínimos no mês ou renda familiar por pessoa de até meio salário estão aptos a receber o benefício.

Além disso, é necessário que tenha tido renda tributável abaixo de R$ 28.559,70 em 2019.

Beneficiários confirmados:

  • 28,6 milhões de inscritos pelo site ou app do auxílio emergencial em 2020;
  • 10,6 milhões de beneficiários do Bolsa Família;
  • 6,3 milhões de inscritos no CadÚnico.

Como saber se vou receber o auxílio emergencial em 2021?

A situação de cada beneficiários deve ser consultada através do site da DataPrev. Mas, ainda não está disponível para a nova rodada de pagamentos. Deve abrir a partir de abril.

Leia ainda: Erro De Pix Em Processamento No Nubank: Como Resolver?

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies