Como pagar um boleto pelo Pix? Saiba aqui em detalhes

Banco Central pretende implementar contas de luz e água no Pix

Anúncio


Foi oficialmente lançado o novo sistema de transferências e pagamentos bancários do Brasil nesta semana. Contudo, nesta quinta-feira (18/11) ainda há dúvidas sobre o funcionamento. Por exemplo, como pagar um boleto pelo Pix? Isso é possível? Confira tudo aqui.

Continua depois da publicidade

O Pix chegou ao universo bancário brasileiro para se tornar mais uma opção no que diz respeito às transações realizadas entre contas da mesma instituição financeira e também entre bancos diferentes. Em todo caso, as operações não possuem custos para o cliente  pessoa física.

Como pagar um boleto pelo Pix? Saiba aqui em detalhes
Como pagar um boleto pelo Pix? Saiba aqui em detalhes (Foto: RawPixel.com)

Por se tratar de mais uma alternativa, o novo sistema criado do Banco Central não vai eliminar os atuais e já tradicionais métodos de transferência, como a TED e o DOC, tampouco acabar com a emissão de boletos bancários.

Continua depois da publicidade

Porém, a ideia é cada vez mais incluir o Pix como o principal método de transferências e pagamentos, possibilitando que boletos e contas comuns sejam quitadas pelo sistema, inclusive.

Continua depois da publicidade

Leia mais: Como faço transferência pelo Pix? Sistema começou hoje (16) oficialmente

Afinal, é possível e como pagar um boleto pelo Pix?

Sim. É possível pagar boletos bancários através do Pix.

Contudo, não é através do método convencional de leitura de código de barras ou pela linha digitável presente no documento.

Para pagar um boleto pelo Pix é necessário que o credor tenha inserido um QR Code junto no mesmo documento em que é disponível o código de barras.

Assim, o boleto funcionaria como um espaço para a impressão do código a ser pago no Pix.

As empresas que desejarem liberar o pagamento de boletos pelo Pix vão precisar se adequar à tecnologia QR Code, nos documentos de cobranças emitidos para seus pagadores.

Sendo assim, ainda é pequeno o número de boletos que podem ser pagos através do Pix. Mas a ideia é de ampliar gradualmente o número de empresas e até de serviços que possam ser quitados com o novo sistema.

Para quem se adequar a esta nova tecnologia, os boletos terão as duas formas de pagamento presentes. É como explica o Banco Central, em nota enviada ao site Metrópoles.

“Como o PIX não almeja eliminar outras formas de pagamentos, pode ser que o emissor do boleto prefira mantê-lo. Neste caso, código de barras e QR Code coexistiriam no mesmo papel”.

Contas de energia poderão ser pagas pelo Pix nos próximos anos.

O Banco Central também explica que pode demorar até dois anos, para que todas as parcerias sejam concluídas e pagamentos dos mais variados tipos de contas possam ser liberados pelo Pix.

E isso inclui uma das contas mensais que mais preocupam o consumidor: a de energia elétrica.

Em parceria com a Aneel (Agência Nacional de Enegia Elétrica), o Banco Central pretende permitir que brasileiros paguem contas de luz com o Pix, facilitando assim as atividades das distribuidoras de energia e também para o cliente.

Isso porque, como o Pix tem o pagamento compensado de forma imediata. Então o cidadão quando pagar terá sua conta de luz quitada no mesmo instante em que finalizar a operação.

Pode até mesmo ajudar pessoas que tiveram energia cortada, a terem o sistema restabelecido de forma mais rápida, pois a comprovação de pagamento acontecerá de maneira instantânea.

Leia também: Cashback do Banco Inter é turbinado para quem cadastrar chaves Pix

Distribuidoras de água e empresas de telefonia também devem aceitar pagamentos por Pix

O chefe de sub unidade no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC, Breno Lobo, também acredita que será grande o número de empresas que aceitarão pagamentos pelo Pix.

“Algumas distribuidoras de água e energia entrarão no Pix em novembro, assim como as empresas da parte de telefonia, que vão ofertar o novo sistema tanto para o pagamento de faturas como para a recarga de celulares pré-pagos”, disse, em um evento da Informa Markets ainda no final de outubro.

No entanto, sabe-se que nem todas as empresas irão aderir o novo sistema já no ano de 2020, pois o processo de adesão é gradual.

Leia ainda: Novo sistema de transferência Pix tem limite de transferência? Confira

Posso cadastrar a mesma chave Pix em bancos diferentes??! Entenda

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies