Conta atrasada tem juros maiores com o Cadastro Positivo no SPC/Serasa?

Ainda há muitas dúvidas acerca do funcionamento desse novo cadastro. Especialmente sobre supostos impactos contrários na vida do consumidor

Quando o Cadastro Positivo no SPC e Serasa entrou em vigor em julho de 2019, promessas foram feitas em relação a concessão de crédito. Portanto, conforme divulgado, bons pagadores tenderiam a obter mais facilidades na obtenção de crédito, além da eventual possibilidade de juros menores. Saiba mais hoje (12/06) aqui no Folha Go.

No entanto, ainda há muitas dúvidas acerca do funcionamento desse novo cadastro. Especialmente sobre supostos impactos contrários na vida do consumidor que, eventualmente, deixe de pagar alguma conta em dia.

Em função de um suposto atraso um consumidor poderia vir a  pagar juros maiores para empresas credoras? A pergunta é bem comum. Confira adiante.

Os impactos do Cadastro Positivo no SPC e Serasa

Apesar do Cadastro Positivo no SPC e Serasa sempre ter existido, ele era bem pouco utilizado.

A tendência era as empresas credoras levarem em consideração, somente a questão relacionada ao nome sujo ou não de um consumidor. O foco era nas informações sobre débitos vencidos e não pagos.

Ou seja, elas apenas usavam na análise de crédito as informações levantadas a partir desse cadastro negativo nos órgãos de proteção de crédito, além do score de crédito, evidentemente.

cadastro positivo no spc e serasa vantagens
Consumidor com conta atrasada terá que pagar juros maiores por causa do Cadastro Positivo no SPC e Serasa? Fonte da imagem: Diário Prime/Reprodução

Entretanto, isso atrapalhava na hora de realizar uma análise mais precisa e completa; assim como aumentava o risco de crédito e encarecia a proposta de concessão. Contudo, com o Cadastro Positivo, outros dados também são analisados.

Aparecem nesses novos dados, as informações sobre os débitos atrasados e pendências no consumidor. Entretanto também são levadas em consideração as contas pagas em dia, pagamentos efetuados e a capacidade de assumir obrigações financeiras.

Com esse conjunto maior de informações em mãos, as empresas podem fazer uma análise mais profunda, completa e detalhada. Tendo a oportunidade, portanto, de conhecer mais sobre o consumidor.

Em sendo assim, a tendência é de que as tais organizações se sintam mais seguras e confiantes no processo do crédito. Por conseguinte, diminuem-se os riscos da concessão de produtos e serviços, podendo reduzir significativamente os juros.

Afinal, ter contas em atraso significará pagar juros maiores?

Não. Ter contas em atraso não significa que o consumidor que porventura venha a atrasar alguma conta vai, necessariamente, pagar juros maiores caso venha a solicitar crédito no mercado.

O intuito do Cadastro Positivo é ajudar as pessoas e não prejudicá-las. Portanto, uma vez que se conhece melhor os riscos, a probabilidade de compromissos financeiros não honrados é menor.

O objetivo é fornecer uma análise mais justa. Pessoas que sempre procuraram arcar com os seus compromissos financeiros em dia, também terão uma análise mais justa, já que elas representam um risco bem menor para as empresas credoras.

Usufruindo do Cadastro Positivo

As mudanças no Cadastro Positivo do SPC e Serasa têm o potencial de modificar profundamente a forma como se concede crédito no país.

De fato, isso poderá beneficiar todos os consumidores, ampliando a oferta de crédito para um número maior de pessoas.

Ademais, ele pode ser um incentivo não somente a inclusão financeira, mas também fomentar o bom comportamento financeiro dos consumidores, reduzindo a inadimplência.

Caso o seu Cadastro Positivo não tenha sido automaticamente aberto, é só entrar nos sites dos birôs e ativá-lo.

 

Leave A Reply

Your email address will not be published.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies