DPVAT não será cobrado em 2021, mas o seguro deixa de existir? Entenda

Motoristas não vão pagar imposto do seguro DPVAT em 2021

Anúncio


O valor anual obrigatório do seguro DPVAT não será cobrado em 2021. A afirmação é feita por meio de determinação do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), após uma reunião extraordinária feita nos últimos dias do ano de 2020. Entenda hoje (02/01) o motivo.

Continua depois da publicidade

DPVAT é a sigla para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores e vinha como obrigação para todos os motoristas de veículos terrestres a cada ano. Entretanto, foi aprovado o prêmio zero para o imposto para o ano de 2021.

Através da Resolução CNSP nº398, publicada no Diário Oficial da União em 29 de dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Seguros Privados afirma entender que não será necessária a cobrança da taxa anual do DPVAT neste novo ano.

Continua depois da publicidade
DPVAT não será cobrado em 2021, mas o seguro deixa de existir? Entenda
DPVAT não será cobrado em 2021, mas o seguro deixa de existir? Entenda (Foto: Agência Brasil)

Vale ressaltar que o CNSP é um órgão responsável por fixar as diretrizes e as normas quanto aos seguros automotivos privados, sendo ligado ao Ministério da Economia.

Continua depois da publicidade

Isso acontece por haver recursos em caixa suficientes para operar o seguro durante os 12 meses de 2021, sem a necessidade de realizar novas cobranças para os motoristas.

Os valores disponíveis no caixa do Seguro DPVAT correspondem aos impostos pagos por motoristas nos anos anteriores e que ainda não foram utilizados. Isso mesmo com a redução de 68% no valor da taxa no ano de 2020 – que resultou em restituições para quem havia efetuado pagamento com os valores de 2019.

Leia mais: IPVA 2021: veja o calendário de pagamento e as possíveis perdas de isenção

Como o DPVAT não é cobrado em 2021, o seguro deixa de existir?

Não. A conclusão de que não será necessário cobrar o imposto em 2021 acontece justamente porque há recursos suficiente para operar o seguro neste ano.

Sendo assim, o seguro DPVAT vai continuar existindo normalmente e continuará mantendo a cobertura de danos pessoais causados por acidentes com veículos automotores.

O seguro obrigatório vinha sendo gerido pela Seguradora Líder, que é a empresa responsável por repassar os valores destinados às vítimas de acidentes gerados por veículos terrestres motorizados em território brasileiro.

A partir de janeiro, no entanto, a Líder foi desautorizada a operar o seguro DPVAT em nome das empresas consorciadas.

Para realizar operações do DPVAT em 2021, a Susep (Superintendência de Seguros Privados) garante que está trabalhando para anuncia a nova empresa responsável pelo seguro.

“A Susep está envidando os melhores esforços para viabilizar a contratação de pessoa jurídica, já na 1ª semana de janeiro de 2021, com capacidade técnica e operacional para assumir o DPVAT, garantindo as indenizações previstas em lei para a população brasileira”.

Como é distribuído os valores arrecadados pelo Seguro DPVAT?

Os valores pagos por donos de veículos motorizados possuem três destinos,mas com as indenizações por acidente de trânsitos recebendo a maior parte dos recursos arrecadados.

A divisão do imposto é feita desta maneira:

  • 50% são destinados a indenizar vítimas de acidentes de trânsito no Brasil;
  • 45% dos valores são repassados ao Ministério da Saúde para pagamento de atendimento médico das próprias vítimas; e
  • 5% são enviados para programas de prevenção de acidentes de trânsito no país.

Leia ainda:

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies