Governo prorroga suspensão do contrato de trabalho até dezembro; Veja consequências disso

Anúncio


Governo prorroga suspensão do contrato de trabalho – O Governo Federal anunciou no último mês que a possibilidade de suspender os contratos de trabalho seria prorrogada até dezembro. Assim, contratos já suspensos poderão somar até 08 meses de interrupção salarial e de prestação de serviços.

Continua depois da publicidade

A suspensão do contrato é apenas uma das medidas lançadas nesse ano em razão da pandemia de Covid-19. Ela foi utilizada para evitar o aumento nas taxas de desemprego e ao mesmo tempo aliviar os caixas das empresas afetadas pelo atual cenário econômico.

Continue lendo, então, para entender as consequências do Governo prorrogar a suspensão do contrato de trabalho e como isso será feito.

Continua depois da publicidade

Também veja: Saiba qual valor do 13º do Bolsa Família caso ele seja realmente pago

Continua depois da publicidade
Governo prorroga suspensão do contrato de trabalho
As alterações ao contrato de trabalho criadas em razão da pandemia podem ser aplicadas até dezembro devido à prorrogação feita pelo Governo Federal. (Imagem: Seac-RJ)

Governo prorroga suspensão do contrato de trabalho: O que isso significa?

A suspensão dos contratos é caracterizada pela ausência de prestação de serviços pelo trabalhador. Ao mesmo tempo, a empresa fica livre de pagar salários durante o período em que o contrato estiver suspenso.

Por outro lado, para as suspensões ocorridas neste ano em razão da pandemia o Governo Federal garante o pagamento de uma parcela ao trabalhador. Ela é chamada de Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm).

A decisão do Governo em prorrogar a suspensão do contrato de trabalho permite que as empresas não retomem as atividades dos empregados neste ano. Assim, poderão mantê-las suspensas até o final do ano.

Consequências da prorrogação

Além da suspensão também houve a prorrogação da possibilidade de diminuição proporcional entre jornada de trabalho e salário. Nesse caso novamente há o pagamento do BEm de maneira proporcional.

Uma das consequências do Governo prorrogar a suspensão do contrato de trabalho e a diminuição da jornada é que aqueles trabalhadores alvo das medidas desde o seu lançamento, em abril, poderão garantir de uma espécie de estabilidade empregatícia até agosto de 2021.

Isso decorre do fato de que a determinação dessas medidas colocava como condição que o contrato, após retomada normal das atividades, deveria ser mantido pelo mesmo número de meses em que a suspensão ou limitação durou.

Por outro lado, no caso da suspensão tem-se que os trabalhadores não terão o período correspondente a ela computados como férias. Dessa maneira, mesmo que antes da suspensão completassem o período aquisitivo em dezembro, nessa mesma hipótese ele somente será completado em agosto de 2021.

Ainda, embora nada impeça que o Governo prorrogue a suspensão do contrato de trabalho novamente, não há indícios nesse sentido. Assim, as medidas devem ser aplicadas tão somente até dezembro.

Veja agora: Saiba mais sobre a chance de suspensão do consignado dos aposentados

 

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies