INSS suspende prova de vida até final de março; benefícios não podem ser bloqueados

O retorno da prova estava previsto para o início de fevereiro, contudo a suspensão foi prorrogada em razão da pandemia

Anúncio


Na última quarta-feira (20) o Instituto Nacional do Seguro Social publicou uma portaria. Nela, o INSS suspende a Prova de Vida até o final de março e, portanto, impede o bloqueio de benefícios dos segurados. Veja mais detalhes da publicação hoje (23/01) no Folha GO.

Continua depois da publicidade

Os aposentados e pensionistas, então, têm a garantia de que que continuarão recebendo valores mesmo que o prazo de validade da última Prova de Vida feita já tenha expirado.

Também veja: Fundo de Garantia Inativo: Como sacar? Veja 04 possibilidades

Continua depois da publicidade
INSS suspende prova de vida
Novamente há suspensão da comprovação de vida. – Foto: Panda Security

INSS suspende a prova de vida com a Portaria 1266/2020

A prova de vida está suspensa desde março do ano passado em razão da pandemia. Assim, sua última prorrogação havia estipulado o retorno em fevereiro deste ano. Ou seja, os pagamentos de fevereiro (da competência de janeiro) não seriam afetados.

Continua depois da publicidade

Contudo, a continuidade da pandemia e o alto número de mortos, sem previsão de vacinação em massa da população, levou à publicação da Portaria 1266/2020. Por meio dela o INSS suspende a Prova de Vida por mais duas competências.

Assim, os pagamentos não sofrem prejuízos até o final de março. Em outras palavras, mesmo que o limite de 01 da última comprovação já tenha se encerrado, não há perigo de suspensão do benefício.

Leia ainda: Há direito ao FGTS para aposentado? Entenda

Conheça mais sobre a prova de vida do INSS

Ela é um requisito para manutenção do pagamento dos benefícios da Previdência Social. Dessa maneira, destina-se a comprovar que o beneficiário está vivo e, portanto, que é ele quem recebe o valor mensal.

Em tempos normais o requisito deve ser cumprido anualmente. Em que pede o fato de que o INSS suspende a Prova de Vida mais uma vez, ela deve retornar assim que a pandemia tiver controle.

Quem deve fazer a Prova de Vida?

Todos os beneficiários do INSS devem se submeter ao procedimento. Ou seja, todos os cidadãos que recebem algum tipo de benefício pago pela Previdência Social. Assim, a exigência recai sobre aposentados, pensionistas e sobre quem recebe auxílio-doença, acidentário ou reclusão.

O que acontece com quem não fizer a Prova de Vida?

Há suspensão do pagamento dos benefícios. Contudo, isso somente ocorre quando o beneficiário já está há um ano sem realizar a comprovação, cuja validade expira a cada 12 meses.

Dessa maneira, quem está há mais de 12 meses sem realizar a prova pode ter o benefício suspenso por 06 meses. Após esse período, caso a não comprovação se mantenha, há cassação da condição de beneficiário da Previdência.

Entretanto, essa penalidade não é válida no momento, diante da portaria na qual o INSS suspende a Prova de Vida. Assim, ela somente terá exigência a partir de abril deste ano.

Como fazer a Prova de vida?

A Prova de Vida é feita nas agências bancárias em que os cidadãos recebem seus benefícios do INSS. Em algumas agências, aliás, pode ocorrer no próprio caixa eletrônico por meio da biometria digital./)

Aliás, apesar da portaria em que o INSS suspende a Prova de Vida, quem quiser pode fazê-la desde já, adiantando-se à exigência. contudo, é razoável que haja marcação prévia para atendimento, evitando-se aglomerações nas agências em tempos de pandemia.

Confira ainda: Reajustes do INSS para 2021; confira a portaria 411

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies