Marido aposentado tem direito à pensão por morte da esposa? Entenda

Homens também têm direito à pensão, inclusive quando já estão aposentados

Anúncio


A pensão por morte é um benefício previdenciário que se volta tanto aos homens quanto às mulheres. Ou seja, tanto viúvas quanto viúvos podem ser pensionistas. Mas, marido aposentado tem direito à pensão por morte da esposa? É possível acumular benefícios? Continue lendo e conheça hoje, 21/05, essas respostas.

Continua depois da publicidade

São pensionistas aqueles que recebem valores em razão de falecimento de beneficiário do INSS ou trabalhador que venha a falecer. Para isso, devem ter relação de dependência financeira com o falecido.

Marido aposentado tem direito à pensão por morte da esposa?

Sim. Embora a Reforma da Previdência tenha alterado algumas questões em relação ao acúmulo de benefícios, os aposentados continuam com o direito de receber pensão por morte. Ou seja, podem acumular os benefícios.

Continua depois da publicidade
marido aposentado e pensão por morte da esposa
Acúmulo de pensão e aposentadoria é possível. – Foto: Jornal Debate

Contudo, para isso devem preencher alguns requisitos. Eles se referem ao tempo de união com a esposa falecida. Igualmente, ao período pelo qual ela contribuiu com a Previdência Social.

Continua depois da publicidade

O marido aposentado somente tem direito à pensão por morte da esposa quando a união estável ou casamento tiverem ao menos 02 anos na data do falecimento. Além disso, é indispensável que a cônjuge tenha contribuído com o INSS por ao menos 18 meses. Ou, então, que já estivesse aposentada.

Por quanto tempo é possível receber a pensão por morte?

Os pensionistas podem receber o valor de forma vitalícia. Para isso, entretanto, é necessário que preencham os requisitos de idade. A lei, afinal, estabelece o período de pagamento da pensão de acordo com a faixa etária dos beneficiários.

Veja, então, o tempo pelo qual marido aposentado tem direito à pensão por morte da esposa, de acordo com a idade dele na data do falecimento da segurada:

  • 03 anos, com menos de 22 anos de idade;
  • 06 anos, entre 22 e 27 de idade;
  • 10 anos, entre 28 e 30 de idade;
  • 15 anos, entre 31 e 41 anos de idade;
  • 20 anos, entre 42 e quarenta e 44 anos de idade;
  • Vitalícia, com 45 ou mais anos de idade.

Cabe ressaltar que desde a Reforma Previdenciária não é mais possível receber aposentadoria e pensão, simultaneamente, em valor integral. Assim, o marido aposentado tem direito à pensão por morte da esposa. Contudo, recebe integralmente apenas o benefício de maior valor. O outro, então, é pago apenas parcialmente.

Como saber a data do meu benefício do INSS?

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies