Meu auxílio emergencial não caiu no Bolsa Família, o que aconteceu? Entenda melhor

Como a proibição do recebimento de dois benefícios simultaneamente está determinada por lei, alguns indivíduos continuam recebendo somente o Bolsa Família

Anúncio


Desde a segunda prorrogação do auxílio emergencial feita pelo governo em setembro, diversos beneficiários do Bolsa Família relatam problemas sobre o recebimento das parcelas. Sendo assim, o Folha Go esclarece nesta quinta-feira (19/11) dúvidas relacionadas à seguinte situação: meu auxílio emergencial não caiu no Bolsa Família. Podem existir, de fato, situações que gerem mesmo esse problema; entenda melhor na sequência.

Continua depois da publicidade
Meu auxílio emergencial não caiu no Bolsa Família, o que aconteceu? Entenda melhor
Meu auxílio emergencial não caiu no Bolsa Família, o que aconteceu? Entenda melhor – Imagem: Divulgação UOL

Atualmente, a 8ª parcela do auxílio residual está sendo repassada para quem recebe o Bolsa Família, de acordo com o calendário regular do programa. Contudo, o repasse parece estar acontecendo de forma incompleta.

Leia também: Consulta Bolsa Família pelo nome: saiba como fazer e confira outras alternativas

Continua depois da publicidade

Meu auxílio emergencial não caiu no Bolsa Família

Do mesmo modo que os trabalhadores informais e demais categorias atendidas pelo auxílio emergencial tiveram direito ao recebimento das parcelas prorrogadas, os beneficiários do Bolsa Família também foram incluídos no programa de pagamento da ajuda temporária.

Continua depois da publicidade

No entanto, desde quando foi iniciado em abril, o auxílio pago em decorrência da pandemia pelo novo Coronavírus, não atendeu a todos os beneficiários do programa assistencialista.

Isto porque alguns participantes não cumprem o regulamento do auxílio, bem como recebem pelo Bolsa Família, valores superiores.

Como a proibição do recebimento de dois benefícios simultaneamente está determinada por lei, alguns indivíduos continuam recebendo somente o Bolsa Família (pois ele representa valor superior ao auxílio).

Contudo, os demais beneficiários que representam a maioria dos participantes do programa, acessam o auxílio.

Mas, meu auxílio emergencial não caiu no Bolsa Família, o que pode ter acontecido?

Esta é uma das dúvidas mais pertinentes de quem atende aos critérios de participação do auxílio e mesmo assim, não está recebendo as parcelas de R$ 300 ou R$ 600.

Embora o governo não esclareça o que acontece nestes casos, entende-se que de algum modo, o beneficiário foi retirado da folha de pagamento do auxílio e passou a receber o Bolsa Família normalmente.

Dessa forma, somente nos casos em que o beneficiário deixa de cumprir o regulamento do auxílio é que a motivação para o não recebimento das parcelas pode ser determinada.

Veja ainda: Calendários Bolsa Família 2020: confira as últimas datas de pagamento do benefício

Causas para o não recebimento do auxílio residual

Entre as principais causas para a interrupção no recebimento do auxílio residual podem ser destacados os seguintes fatos:

  • o beneficiário começou a trabalhar de carteira assinada,
  • começou a receber o seguro-desemprego – ou ainda vai receber alguma (s) parcela (s),
  • está recebendo benefício previdenciário, como aposentadoria ou auxílio doença.

Além disso, também é necessário que o beneficiário cumpra corretamente o calendário regular do programa; ou seja, caso o Número de Identificação Social (NIS) termine em 2 e o beneficiário se dirija até a agência bancária antes da data determinada, o pagamento não estará disponível.

Embora seja possível não receber mais o auxílio, mesmo que tenha recebido as parcelas anteriores, a exclusão do auxílio não significa a saída do Bolsa Família. Mas somente o recebimento das parcelas no valor desse programa e não mais no valor da ajuda residual.

O auxílio residual deverá ser pago somente até dezembro. Portanto, em 2021, o Bolsa Família voltará atendendo todos os beneficiários. O programa poderá ter uma nova roupagem e até mesmo ser substituído. Vamos acompanhar e informar ao leitor sempre por aqui.

Confira agora: Substituto do Bolsa Família deve priorizar mérito e conceder auxílio-creche; confira

AUXÍLIO EMERGENCIAL: Já saiu o calendário do novo ciclo 4! Confira

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies