Qual a diferença entre insalubridade e periculosidade? Entenda os adicionais para o trabalhador

Em ambos os casos o trabalhador presta atividades ao empregador em condições que podem apresentar algum tipo de risco ou perigo

Anúncio


Qual a diferença entre insalubridade e periculosidade? Cada uma delas constitui a um adicional salarial trabalhista que deve ser pago em situações específicas relacionadas às condições de trabalho. Como elas se diferenciam, o valor de cada uma e quem tem direito é o que veremos hoje, 20 de novembro.

Continua depois da publicidade

Em ambos os casos o trabalhador presta atividades ao empregador em condições que podem apresentar algum tipo de risco ou perigo à saúde e integridade física.

Também veja: Existe Pensão Vitalícia Pós-Morte? Entenda Tudo Sobre O Benefício Aqui

Continua depois da publicidade
Qual a diferença entre insalubridade e periculosidade
Veja qual é a diferença entre os adicionais de periculosidade e de insalubridade (Imagem: Dubay Notícias)

Qual a diferença entre insalubridade e periculosidade?

Conforme o nome de cada um deles indica, diferenciam-se por um estar ligado às condições insalubres de trabalho, enquanto o outro se refere aos riscos e perigos enfrentados pelo trabalhador em suas atividades empregatícias.

Continua depois da publicidade

O pagamento dos adicionais procura compensar o trabalhador pelo perigo ao qual se expõe, quando tratar-se de situação de periculosidade. Por outro lado, o adicional de insalubridade busca indenizar a exposição a situações que podem afetar a saúde do colaborador.

Assim, cada uma dessas situações gera ao trabalhador o direito de receber mensalmente o pagamento de um adicional. Aliás, o pagamento do valor extra é feito enquanto a situação se mantiver. Ou seja, é suspenso em caso de afastamento das condições insalubres ou perigosas.

Ainda dentro do quesito de qual a diferença entre insalubridade e periculosidade está a forma de pagamento de cada uma das parcelas. A detecção de atividades em locais considerados perigosos gera o direito ao recebimento de adicional de 40% sobre o salário-base do colaborador.

De forma contrária, o trabalho insalubre pode ser considerado mínimo, médio ou máximo. Eles geram, respectivamente, o direito ao recebimento de 10%, 20% ou 40% de adicional calculado sobre o valor do salário mínimo.

Quais são as atividades insalubres?

Para entender qual é a diferença entre insalubridade e periculosidade é preciso conhecer quais são as atividades que se enquadram em cada uma das categorias.

Assim, têm direito ao adicional de insalubridade todos os trabalhadores que prestarem serviços em condições nocivas à saúde e acima dos limites estipulados em normas.

Portanto, dentre elas estão:

  • Exposição a ruído contínuo ou intermitente, bem como aos ruídos de impacto;
  • Prestação de serviços em locais com altas taxas de calor, como em caldeiras de fábricas;
  • Atividades em locais com frio excessivo, como câmaras frias;
  • Trabalho com exposição a poeiras minerais, agentes biológicos nocivos e umidade.

Quem tem direito ao adicional de periculosidade?

Por fim, para responder qual a diferença entre insalubridade e periculosidade é preciso saber quais são as situações que se enquadram como atividades laborais com exposição ao perigo.

Segundo a lei trabalhista “são consideradas atividades ou operações perigosas (…) aquelas que por sua natureza ou métodos de trabalho impliquem o contato permanente com inflamáveis ou explosivos em condições de risco permanente“.

Além disso, as atividades que envolvem energia elétrica, motocicleta, radiação ionizante e exposição a roubos (nas atividades de segurança pessoal ou patrimonial) também são periculosas.

Confira agora: Estou De Licença Maternidade Tenho Direito Ao 13°? Entenda

Conheça as melhores empresas para comprar Bitcoin com cartão de crédito

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies