Tabela Seguro-desemprego 2021: confira os valores atualizados das parcelas

O valor mínimo do seguro deve ser de R$ 1.100. Assim, o benefício máximo teve um aumento de R$ 98,81 comparado ao ano passado

Todos os anos, o governo ajusta os valores do salário mínimo e consequentemente, os valores de alguns benefícios, como os trabalhistas e previdenciários. Tendo isso em vista, o Folha Go divulga nesta terça-feira (20/01) a tabela Seguro-desemprego 2021 com o reajuste das faixas salariais pagas pelo benefício.

Tabela Seguro-desemprego 2021: confira os valores atualizados das parcelas

Confira, portanto, quanto o trabalhador dispensado sem justa causa poderá receber de auxílio, de acordo com o cálculo feito tendo como base o salário recebido antes da demissão.

Leia ainda: Seguro-desemprego não caiu? Saiba como entrar com recurso

Reajuste de 5,45% na tabela Seguro-desemprego 2021

Segundo o regulamento do Seguro-desemprego, o valor das parcelas concedidas aos trabalhadores formais dispensados sem justa causa corresponde ao valor dos três últimos salários recebidos antes da dispensa.

No entanto, a parcela não pode ser inferior ao salário mínimo do ano vigente. Em 2021, o governo reajustou o valor em R$ 1.100.

Desse modo, o valor mínimo do seguro deve ser de R$ 1.100. Assim, o benefício máximo teve um aumento de R$ 98,81 comparado ao ano passado.

Os trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.811,60 tinham direito ao seguro em 2020 no valor de R$ 1.813,03. Já em 2021, para esse mesmo público, o benefício será de R$ 1.911,84.

O reajuste tem como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020, que ficou em 5,45%.

Desse modo, a tabela Seguro-desemprego 2021 está determinada seguindo as faixas de salário médio, da seguinte forma:

Faixa de Salário Médio

Valor da parcela

Até R$ 1.686,79

Multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%)

A partir de R$ 1.686,80 até R$ 2.811,60

Multiplica-se R$ 1.686,79 por 0,8 (80%), e o que exceder a R$ 1.686,79 multiplica-se por 0,5 (50%) e somam-se os resultados

Acima de R$ 2.811,60

O valor da parcela será de R$ 1.911,85 invariavelmente

Fonte: Secretaria Especial de Previdência e Trabalho

O trabalhador apto ao recebimento do seguro tem direito de 3 a 5 parcelas. Por isso, os benefícios aprovados também passarão pelo reajuste; ou seja, tanto quem já deu entrada no benefício e aguarda a aprovação, quanto quem ainda tem parcelas disponíveis, receberão os próximos pagamentos com o valor atualizado.

A solicitação do seguro está sendo feita de forma online, devido ao fechamento temporário por conta da pandemia pela Covid-19 das instituições responsáveis.

Veja ainda: Regras seguro-desemprego 2021: algo mudou? Saiba agora mesmo

Como dar entrada no seguro

Para dar entrada no Seguro-desemprego, o interessado deve acessar o Portal Emprega Brasil e selecionar a opção “Cadastrar” no lado esquerdo da tela (caso esteja usando um computador).

Após esse procedimento, será necessário entrar no sistema com um login. Caso o trabalhador já tenha, basta preencher os campos requisitados. Mas caso contrário, deverá criar uma senha.

Serão solicitados dados pessoais, como CPF, telefone e nome completo. Além disso, o interessado deverá responder perguntas relacionadas à sua vida profissional.

Feito isso, é possível solicitar o seguro-desemprego on-line. Basta clicar na opção e preencher com o número do requerimento.

O sistema informará, ao término da requisição, se o trabalhador terá direito ou não ao dinheiro. Isso se deve ao cruzamento de dados entre os ministérios e o governo.

Usando o app

Outra forma de solicitar seguro-desemprego de forma digital é pelo aplicativo; veja o passo a passo:

  • Baixe o aplicativo “Carteira de Trabalho Digital” disponível para os sistemas Android e iOS;
  • Faça o cadastro no site do governo (gov.br) para fazer login e senha. Caso já possua, não é necessário criar outro;
  • Clique em “Benefícios” (a tela mostrará as últimas anotações da Carteira de Trabalho. Clicando nessa opção, você será direcionado ao seguro);
  • Em seguida, clique na opção “Solicitar” disponível na aba do seguro;
  • Digite o número do requerimento de seguro-desemprego;
  • Caso todas as informações estejam corretas, clique em “Avançar” no final da tela;
  • Serão apresentadas, depois disso, informações sobre contrato de trabalho, cargo, meses trabalhados, datas de admissão e dispensa, motivo da demissão e a média salarial. Tais informações precisam ser confirmadas. Desse modo, caso estejam corretas, clique em “Confirmar”.

Caso o trabalhador tenha direito ao benefício, ele já poderá verificar no aplicativo a quantidade de parcelas e as respectivas datas para o pagamento, bem como o local de saque do benefício.

Confira: Carteira de Trabalho Digital: saiba obtê-la para dar entrada no seguro-desemprego

Leave A Reply

Your email address will not be published.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies