Anúncio

Bruna Marquezine é defendida pelos internautas após ser criticada por Conselho de Enfermagem

Anúncio


A atriz Bruna Marquezine foi duramente criticada após se fantasiar de enfermeira no Halloween último final de semana. O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) divulgou uma nota de repúdio contra a ex-namorada de Neymar alegando que tais atitudes ‘’desvalorizam o profissionalismo da enfermagem’’.

Continua depois da publicidade

Porém, os internautas trataram de defender a atriz dizendo que outras profissões também tornam-se fantasias e são sexualizadas, porém, neste caso, não são lembradas. ‘’Quando é o bombeiro sexy ninguém fala nada’’, ‘’Então só pode se vestir de enfermeira em quatro paredes né? Carnaval? Mas Halloween não né?’’, ‘’Né possível que o coren num tenha coisa mais importante pra se preocupar’’, foram alguns comentários dos internautas.

Bruna Marquezine se fantasiou de enfermeira no Halloween (Foto: Reprodução/Instagram)

 

Continua depois da publicidade

Confira ainda: Deolane Bezerra lança música em homenagem a Mc Kevin e internautas dividem opiniões

Continua depois da publicidade

Entenda a treta envolvendo Bruna Marquezine e o Coren-SP

Ao se fantasiar de enfermeira sexy na festa de Dia das Bruxas, o Conselho de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) Fez um pronunciamento sobre a escolha da famosa, e de muitas pessoas, de usar o uniforme de enfermeira como fantasia.

“A enfermagem é uma profissão que exige conhecimentos técnicos, anos de estudo e muito empenho e dedicação em seu cotidiano. Além disso, por ser uma categoria predominantemente feminina, com mais de 80% de mulheres, sofre os impactos das desigualdades de gênero, o que inclui episódios de violência e assédio. Por esses e muitos outros motivos, é inadmissível que a fantasia de enfermeira, utilizada em carnavais, festas de halloween e sátiras continue sendo tolerada pela sociedade, sobretudo por formadores de opinião”, diz parte do comunicado.

‘’Repudiamos veementemente essa conduta, pois ela incentiva a sexualização de uma categoria que há décadas luta por valorização e respeito. São trabalhadoras que enfrentam sucessivas jornadas de trabalho, em seus lares e no cotidiano profissional e que não merecem ou devem ser estereotipadas dessa forma’’, escreveu o Conselho.

Você pode gostar: Rancorosa? Ludmilla toma atitude surpreendente contra Anitta

Carregando comentários aguarde...
...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies