Datena pede demissão da Band para se candidatar à presidência em 2022 e promete derrubar Bolsonaro

José Luiz Datena pegou todo mundo de surpresa nesta quinta-feira, 14, após anunciar sua candidatura à presidência do Brasil em 2022. Para isso, o apresentador precisará deixar a Rede Bandeirantes para se dedicar exclusivamente à política. 

Durante o programa ao vivo, ele fez uma declaração e disse que o seu interesse na vida política é de ser “um bom brasileiro”. O apresentador é pré-candidato pelo Partido Social Liberal (PSL) – ex-partido do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Logo em seguida, o assunto repercurtiu nas redes socias e os internautas deixaram suas opiniões: “Vai perder a eleição e o trabalho”, disse uma internauta, “Contra o Bolsonaro voto em qualquer coisa”, disse outra.

“Capaz dele ganhar, foi assim que pensei quando o bozo entrou para a disputa presidencial. As pessoas como sempre caricatas , falam e repreendem e votam”, comentou outro.

Antes de mais nada, você também não pode deixar de conferir: Deolane Bezerra teria ficado com outro MC após morte de Kevin, aponta página

 

View this post on Instagram

 

A post shared by VEM ME BUSCAR HEBE (@vemebuscarhebe)

Além disso, veja essa matéria que está dando o que falar na web: Gusttavo Lima faz pergunta inusitada após publicação de Andressa Suita no Instagram

Datena se posiciona politicamente

Além disso, eu seu programa ao vivo, josé Luis Datena fez questão de abordar alguns assuntos políticos:

“O que você gostaria que os nossos governantes diminuíssem? Que preço você gostaria que abaixasse”, disse.

Mesmo com bastante apoio de seus fãs e seguidores, Datena foi bastante criticado: “O senhor sabe que não basta somente o ministro querer baixar preços, o Congresso tem q ajudar, os governadores concordar e o STF não se meter na política pública”, comentou um internauta no Instagram.

Por fim, confira também essa matéria que está bombando na web: Caio Castro tem novo affair anunciado após superar Grazi Massafera

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...