Karol Conká faz entrevista para a Folha de São Paulo

O tema da cantora é saúde mental e sua vida pós BBB

Na tarde desta terça-feira (8), Karol Conká publicou, em suas redes sociais, o anúncio de sua entrevista para a Folha de São Paulo. A matéria possui um tema central e fundamental de sua vida: a saúde mental.

De alma lavada, Karol Conká abre o jogo sobre o que viveu e o que está vivendo e conta um pouco de sua jornada após ter deixado o Big Brother Brasil 21. Em suas palavras, ela disse:

-- Continuar depois da publicidade --

-- Continuar depois da publicidade --

“Pessoal, é com muito orgulho e senso de responsabilidade que divido com vcs meu mais recente projeto, o Vem K, minha primeira série de conteúdo próprio, que vai ao ar aqui no meu IGTV a partir do dia 15. O tema da 1ª temporada não poderia ser outro: saúde mental, e a importância de nos cuidarmos psiquicamente. Conto um pouco do Vem K e de como tem sido minha jornada pós-BBB em matéria de capa de hoje do caderno Ilustrada, da @folhadespaulo. Obrigada, Isabella Menon pelo papo. Hoje ainda conto aqui um pouco mais sobre o Vem K.”, legendou Karol Conká.

Um assunto que vale muito a pena prestar a atenção e que fez parte de sua vida nos momentos de maior visibilidade nacional, a saúde mental e o cuidado psicológico são os temas tratados por ela e muitos comentários foram deixados no perfil de Karol Conká:

“Parabéns pelo projeto. Será muito pertinente para todos!”, disse um perfil. “Respeita mamacita.”, comentou uma seguidora. “Que tudo!”, disse também um terceiro. Além de muito mais.

Karol Conká e a saúde mental

A saúde mental é um tema essencial em nossas vidas. Infelizmente, muitas vezes, deixamos esse assunto de lado e vamos vivendo como se ele não tivesse importância. As consequências, evidentemente, são óbvias. No entanto, cada vez mais as pessoas estão ficando conscientes do assunto: o que, de fato, é muito bom.

Nossa vida se torna muito melhor depois de passarmos por boas terapias e ótimos profissionais da saúde mental. É claro que nem todos precisam disso, mas muitos, ainda, necessitam, por isso que devemos estar sempre atentos se é o caso de procurar ajuda ou não (sem vergonha alguma de assumir a responsabilidade).

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...