Bem-estar animal: saiba da castração gratuita e 5 dicas de liberdade para os pets

Medidas adotadas no Rio de Janeiro para diminuir cães e gatos nas ruas e promover bem-estar dos animais

Anúncio


A  Prefeitura do Rio de Janeiro (RJ) retomou a castração gratuita de cães e gatos no mês de agosto. Assim, as autoridades esperam controlar o número de bichos nas ruas e manter o bem-estar animal na cidade. Hoje, 08/12, o Folha Go traz detalhes do agendamento no RJ e outras informações na Coluna Pets.

Continua depois da publicidade

Além do mais, a  castração dos animais é uma medida importante para a saúde deles. Portanto, ela é ofertada tanto para os de estimação quanto aqueles de rua, que muitas vezes ficam desabrigados, expostos a doenças, maus tratos, além da procriação sem nenhum controle populacional.

Leia ainda: Veja um panorama dos animais em extinção no Brasil e no mundo

Continua depois da publicidade
cachorros
Iniciativa adotada no Rio de Janeiro visa controlar população de cães e gatos nas ruas da cidade (Credito: Terra)

Leia a matéria até o fim para saber como agendar a castração gratuita. Além disso, você saberá quais são as 5 liberdades do bem-estar animal.

Bem-estar animal depende de controle de bichinhos

Os números de cães e gatos abandonados por motivos variados crescem a cada ano. Ademais, a pandemia da Covid-19 colocou famílias em dificuldades financeiras e influenciou os animais também.

Por isso, a medida de castração gratuita de animais retomada pela Prefeitura do Rio de Janeiro e adotada por algumas outras cidades no Brasil tem um peso importante no controle da população de pets nas ruas, pois eles estão sujeitos ao abandono, doenças e maus tratos.

Para os tutores que desejam castrar seus pets, o serviço é realizado em dois centros veterinários no município: o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaistman (IJV), no Centro, e o Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho (CCZ), em Campo Grande, Zona Oeste da cidade.

Portanto, os interessados devem encaminhar um e-mail para o agendamento do serviço nos endereços abaixo:

  • Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaistman (IJV): castracaoijv@gmail.com
  • Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho (CCZ): castracao.visa.ccz@gmail.com

Leia ainda: Conheça sobre os cães cantores da Nova Guiné e os motivos do uivo

Sábado é dia exclusivo para tratamento de gatos nos centros de atendimento do Rio de Janeiro  (Credito: Freepik)

Expectativa da prefeitura

A Prefeitura do Rio de Janeiro estima que 2 mil animais serão castrados por mês. As cirurgias são realizadas de segunda a sábado, de 8h às 17h. O sábado é dia exclusivo para  os felinos.

Ademais, além da castração, os animais recebem um chip de identificação. Desse modo, as autoridades esperam que o controle contra o abandono e maus tratos seja efetivo. Da mesma forma, os tutores são identificados em caso de alguma ocorrência.

Outros locais de castração gratuita no Brasil

Os locais de castração sem custo em outros lugares, também existe. Entre em contato com a prefeitura da cidade.

Aliás, o setor do Serviço de Zoonoses é o responsável por esse assunto e o local certo para saber mais detalhes.

As cinco liberdades dos animais em busca do bem-estar

Os animais são seres vivos e, certamente, merecem ser tratados com amor, respeito e dignidade. Além do mais, o bem-estar deles deve ser responsabilidade de todos em geral.

Tento isso em vista, em 1979, o Conselho do Bem-Estar dos Animais de Fazenda, da Inglaterra, publicou um documento que orienta os princípios para boas práticas com os animais.

Esse texto serviu como base para uma espécie de declaração dos direitos dos bichos, que traz 5 liberdades.

A primeira liberdade é estar livre de fome e sede. Assim, os animais merecem água e alimentos adequados para manter a saúde e a força.

Da mesma maneira, o segundo ponto aborda que eles devem viver em um ambiente bom, com abrigo e descanso adequados.

ONGs e pessoas defendem a liberdade dos animais | ClickRBS)

A terceira norma aponta que os animais não devem sofrer com doença e injúria. Dessa forma, os responsáveis devem garantir prevenção e tratamento aos pets.

Ademais, a quarta liberdade é a garantia de expressar os comportamentos naturais da espécie. Isso exige espaço suficiente, estrutura adequada e companhia.

Enfim, estar livre de medo e estresse completa a lista. Então, o sofrimento mental não é aceito com os animais. Eles não devem sofrer por estresse ou medo, por exemplo.

Leia ainda:  Furão de estimação tem curiosidades incríveis para quem pretende criar esse pet

Gostou dessa matéria? Acompanhe mais em nossas redes sociais e compartilhe: FacebookInstagramTwitter e Pinterest.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies