Como cuidar de doença urinária em gatos; o que é e como prevenir

Saiba como identificar a doença urinária em gatos e veja como é possível prevenir com cuidados simples e diários para com seu gatinho

Uma das maiores preocupações de tutores de gatos é sem dúvidas as doenças que podem acometer os felinos. Isso porque quem tem gato, sabe o quanto eles são especiais e sensíveis. Sendo assim, confira hoje (12/09) aqui no Blog Pets do Folha Go sobre a doença urinária em gatos, bem como prevenir o aparecimento desse mau no seu gato.

Doença Urinária em Gatos

-- Continuar depois da publicidade --

Os felinos são animais extremamente fortes e resistentes, porém com a mudança de hábitos e o estilo de vida que nós tutores os condicionamos, muitas doenças acabam se tornando frequente na vida dos bichanos.

Sendo assim, você talvez já ouviu falar que gato tem sete vida, mas isso é um grande mito. Pois se não cuidados adequadamente, estes peludinhos, pode ficar muito doentes e muitas vezes pode ser fatal.

Se tratando de doenças que acometem os gatos, a doença urinária é de longe a mais relatada. Isso porque a maioria dos gatos desenvolve em algum momento da sua vida problemas urinários.

Contudo, existem uma variedade de fatores que levam o gatinha a ter problemas recorrentes no sistema urinário.

Gatos: um animal à parte

O primeiro fator para levamos em conta é a própria estrutura corporal dos gatos. Pouca gente sabe, mas o canal da urina dos gatos é mais delgada do que dos demais animais.

Doença urinária em gatos: saiba o que é e como prevenir
Doença urinária em gatos: saiba o que é e como prevenir – iStock

Dessa forma, pode facilmente ficar obstruída, causando muita dor e se não tiver o devido tratamento pode levar o animal a graves complicações.

Alimentação x Comportamento

Os felinos naturalmente são animais que bebem pouca água. Isso é um resquício do comportamento dos grandes felinos.

Como sabemos, os gatos domésticos descendem dos felinos selvagens africanos, os quais por viverem em locais áridos, desenvolverem a habilidade de não ingerir água com frequência, mantendo assim, suas reservas corporais e conseguido água da sua alimentação: presas (carne) frescas.

No entanto, ao domesticamos o gato, introduzimos uma alimentação puramente seca, as rações.

gato com infecção urinária
Afinal, na hora da emergência você deve dar para o gato comer alimentos leves | Canva

Embora, existam muitas rações boas para os gatos, as raçoes secas não contem água. E portanto, contribuem para o surgimento da doença urinária por falta de umidade.

Outro ponto com relação a alimentação, é a quantidade de sódio e outros minerais que predispõem o aparecimento dos famosos cálculos urinários.

-- Continuar depois da publicidade --

Leia também: Descubra se o gato pode comer cenoura e quais alimentos ele pode ingerir sem restrição

Estresse

Um dos fatores que mais preocupa é o estresse sofrido pelo felino. Isto porque, os gatos de uma forma geral são muito sensíveis a um hormônio chamado cortisol, o hormônio do estresse.

O cortisol provoca danos sérios ao corpo tanto humanos quantos dos animais, em especial os gatos.

Dessa forma, quando o seu gatinho se estressa, o nível desse hormônio aumenta no sangue, provocando inflamações pelo corpo, inclusive no aparelho urinário, mas precisamente na bexiga.

doença urinária de gato
Assim, saiba como cuidar do gato com dor-Canva

Portanto o estresse é sim um fator preocupante no desenvolvimento da doença urinária dos felinos.

O que fazer para prevenir o surgimento de doença urinária?

Como vimos, existem uma complexa rede de fatores que levam a doenças urinários. Sendo assim, é muito importante que o tutor esteja sempre atento aos sinais indicativos, como por exemplo:

  • aumento no consumo de água e na frequência de urina;
  • vômitos
  • inapetência;
  • prostração;
  • lambedura excessiva do órgão genital
  • dor abdominal.

Portanto, caso surja algum desses sinais procure orientação médica veterinária o mais rápido possível.

Além disso, adote para seu gatinho uma dieta úmida à base de patês e sachês, ou até mesmo uma alimentação natural sob orientação veterinária.

Fornecer água sempre limpa e fresca e preste muita atenção aos hábitos de fazer xixi do seu gato.

Outra dica é manter a caixa de areia limpa, em local de fácil acesso, tranquilo, e em quantidade suficiente para o número de gatos da casa.

Não se esqueça de minimizar o estresse do gato, oferecendo a ele um ambiente tranquilo, e por fim, estimular atividade física, isso com toda a certeza dará uma qualidade de vida maior ao seu felino.

Ademais, você pode gostar também: Sintomas da infecção urinária nos gatos: descubra como diagnosticar e tratar

Afinal, os cuidados com o gato são contínuos e o tutor deve sempre manter uma relação saudável com o pet. Sendo assim, dê atenção ao seu felino.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...