Husky Siberiano: conheça a raça que salvou a vida de várias pessoas no Alasca

Cachorros ajudaram a transportar medicamentos durante uma pandemia de difteria

Eles parecem lobos, mas estão longe de serem agressivos. Muito pelo contrário, eles são extremamente amigáveis, sociáveis, dóceis e fáceis de lidar. Estamos falando dos cachorros da raça Husky Siberiano. Apesar de não ser popular no Brasil, esse pet possui status de herói nos Estados Unidos por ter ajudado a salvar a vida de milhares de pessoas no Alasca. Leia este artigo do Folha GO hoje, 16/01, e saiba mais sobre a raça.

Husky Siberiano servia para carregar trenós na neve
Husky Siberiano servia para carregar trenós na neve | Imagem: Getty Images

-- Continuar depois da publicidade --

Leia também: Malamute do Alasca: conheça tudo sobre essa raça rara no Brasil

Raça Husky Siberiano surgiu na Rússia para transportar cargas

O responsável pela criação da raça Husky Siberiano foi uma tribo indígena chamada de “Chukchi” no período pré-histórico. As pessoas da região queriam um animal para auxiliar na caça e para ajudar a puxar os trenós. Desse modo, eles poderiam obter mais alimentos e transportar as cargas com mais agilidade.

Essa função tornou o cão muito trabalhador e resistente fisicamente, já que o clima frio fez com que ele ficasse mais tolerante às temperaturas negativas.

Ademais, apesar dos serviços prestados, os cachorros da raça também serviam para fazer companhia às famílias. Sendo assim, eles se tornaram sociáveis com pessoas e outros animais.

Ato heroico

Para completar o histórico exemplar, os cães Husky Siberiano ajudaram a salvar a vida de cerca de 10 mil pessoas no Alasca. É que durante o inverno de 1925 a cidade “Nome” foi atingida por uma epidemia de difteria. Diversas equipes de cachorro percorreram quase 600 km para transportar medicamentos para os moradores da região.

Enquanto uma viagem tradicional fosse levar em média 25 dias, os Huskies conseguiram realiza-la em apenas 6 dias. A partir de então a raça se tornou mais popular e foi reconhecida pelo American Kannel Club (AKC).

-- Continuar depois da publicidade --

O ato foi tão importante que um dos cães que liderava a tropa, Balto, ganhou uma estátua em sua homenagem no Central Park, em Nova York.

Veja ainda: Siberiano: confira dicas para criar o famoso gato como pet

Características físicas

O cachorro Husky Siberiano é de grande porte. Ele possui o peso médio entre 15 e 27kg, enquanto a altura fica entre 50 e 60 cm. Sua expectativa de vida varia podendo chegar a 15 anos de idade.

Já que foi criado em uma região muito fria, ele possui uma espessa camada de pele e pelo que os protege contra o frio. A pelagem o mantém aquecido e ajuda a tolerar as temperaturas negativas de até -30˚C. Por outro lado, os pelos não são um ponto positivo se o cachorro viver em ambientes quentes. Ou seja, não é uma boa ideia.

Em relação às cores, o pelo pode apresentar diversos tons, como branco, preto, marrom, amarelo, cinza e vermelho. Existem diversas combinações possíveis.

Husky Siberiano pode apresentar a pelagem em diversas cores diferentes
Husky Siberiano pode apresentar a pelagem em diversas cores diferentes | Imagem: Pixabay

Personalidade do Husky Siberiano

Os cães da raça Husky Siberiano são amigáveis, brincalhões e extrovertidos. Eles são sociáveis, gentis, leais e companheiros. Eles gostam bastante de companhia e não gostam de ficar muito tempo sozinhos.

Por fim, eles são atléticos e cheios de energia. Por isso, é preciso ter uma rotina intensa de exercícios físicos regularmente.

Continue lendo: Adote um gato siberiano: conheça 5 características sobre essa raça tão popular

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...