Flamengo: Zico aponta dificuldade que Jesus tinha e sai em defesa de Renato Gaúcho

Zico, ídolo máximo do Flamengo, falou com o Bola da Vez, que vai ao ar pela ESPN neste sábado, 20, e num bate-papo exclusivo, o craque saiu em defesa de Renato Gaúcho.

Zico também falou sobre a dificuldade que o Rubro-Negro tem para criar sem a presença de Arrascaeta em campo.

-- Continuar depois da publicidade --

 Zico falou ao Bola da Vez sobre Renato Gaúcho no Flamengo em entrevista

Reanto Gaúcho no Flamengo entrevista ´Instagram
Reanto Gaúcho no Flamengo entrevista ´Instagram

“A gente está falando de um mês atrás, um mês e meio que o Flamengo só ganhava de 3, de 4, de 5 com o mesmo time que está jogando agora. E, poxa, ninguém falava nada que ele estava destruindo o time.”

“E ele (Renat)  estava jogando na maioria dos jogos com o time completo, com o time de 2019. Todas as vezes que ele jogou com o time completo, de 2019, é só ir lá olhar os resultados que o Flamengo teve.”

Sem Arrascaeta o Flamengo tem uma queda, diz Zico

“Principalmente o Flamengo quando joga o Arrascaeta, esse jogador faz uma falta muito grande. Cresce com ele em campo o Éverton Ribeiro, a responsabilidade não fica só em cima do Éverton. Cresce, as bolas chegam melhores pro Gabigol, pro Bruno Henrique. Então, ele tem um peso muito grande, sem ele o time tem uma queda”, começou afirmando.

Sobre a forma do Flamengo de jogar, Zico afirmou que o clube carioca tem que encontrar alternativas de jogo ao encontrar equipes bem fechadas e deu um conselho diferente:

-- Continuar depois da publicidade --

“[…] em certas partidas, abdicar de atacar inicialmente para chamar o adversário e aproveitar os contra-golpes, arma muitas vezes utilizada pelas equipes que o enfrentam.”

Zico fala do Flamengo na época do Jorge Jesus

“Se você ver na época do Jorge Jesus, quando não jogava o Arrascaeta ou o Éverton Ribeiro, o time tinha uma queda muito grande. E o que acontece? No momento que você está muito bem, os adversários também se preparam.

“Se um consegue fazer uma marcação boa e a coisa não funciona para o Flamengo, está todo mundo olhando hoje. ‘Pô, vamos fazer igual que eles tem mais dificuldade’. Então, o Flamengo hoje tem que ter também um plano B, um plano C para esse tipo de dificuldade, para esse tipo de marcação, o que eu acho que isso é o que está faltando ainda ao Flamengo.”

“Eles estão encontrando aquela barreira toda lá e estão muitas vezes na dependência para passar aquele muro de oito, nove na defesa, um drible do Michael, uma jogada individual de alguém, porque naquelas jogadas de movimentação, de toque, está difícil, porque os caras estão se fechando bem.”

“Então, eu acho que nessa hora se você não tiver uma boa preparação, se não tiver uma condição perfeita, física e tecnicamente, vai sofrer”, continuou o Galinho.

“Contra times que te atacam, é uma coisa. Contra times que só se defendem, é outra.”

“Então, hoje todo mundo está achando que o Flamengo… Se você se defender, vai sobrar espaço. E o Flamengo está caindo na teia de que ‘temos que ir com tudo’ e abre espaço lá atrás. Experimenta fechadinho também, fecha a casinha, deixa os caras virem pra cima, pra ver como se comportam.”

“Tem hora que você tem que mudar um pouco seu estilo pra mostrar para o cara que você quer que eu me arrisque? Só eu e você se aproveita?. Então, eu acredito que em certos jogos você tem que fazer isso pra chegar nas vitórias e no título”, finalizou.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...