Dicas para saber se seus filhos estão seguros online, saiba mais

Em muitas ocasiões, nossos filhos estão online e não sabemos o que estão lendo ou fazendo. Por isso, desenvolvemos um artigo para que você saiba se seus filhos estão seguros online. Continue a leitura.

Veja também: Eleições 2020: Não vai poder ir votar? Justifique ausência pelo celular

-- Continuar depois da publicidade --

Os jovens de hoje estão expostos à Internet mais do que nunca – através de salas de aula virtuais, chamadas de vídeo, jogos on-line, entretenimento e mídia social – criando uma necessidade irrefutável de segurança na Internet e conscientização sobre segurança.

As ameaças mais comuns que as crianças enfrentam on-line são conteúdo inadequado, “amigos” de salas de bate-papo que poderiam ser predadores, cyberbullying, fraudes on-line, vírus e roubo de identidade infantil.

Embora desejemos que nossos jovens tenham independência digital e acesso a todos os benefícios que a tecnologia tem a oferecer, também queremos que eles estejam seguros e protegidos on-line, por isso é sempre importante vigiar se seus filhos estão seguros online.

Abaixo estão algumas dicas e recursos úteis para criar uma experiência on-line mais segura para as crianças e dar aos pais alguma paz de espírito.

-- Continuar depois da publicidade --

Filhos estão seguros online (Foto: Pixabay)
Filhos estão seguros online (Foto: Pixabay

Dicas de Proteção

  • Para ajudá-los a protegê-los, conheçam seu mundo digital revendo seus jogos, aplicativos e sites de mídia social antes que eles sejam baixados;
  • Discuta com seus filhos medidas básicas de segurança e proteção na Internet, como identificar e-mails de phishing e como configurar contas de mídia social para uso privado;
  • Defina os controles dos pais em seus dispositivos para bloquear o conteúdo da web e restringir as buscas na web da Siri;
  • Ensine a eles o pensamento crítico para analisar ofertas e mensagens para ajudá-los a tomar melhores decisões e dormir tranquilo sabendo que seus filhos estão seguros online;
  • Comunique-se e eduque seus filhos sobre os perigos e a importância de proteger sua segurança on-line com as regras encontradas;
  • Ajuste as configurações de privacidade e tire proveito das ferramentas de segurança na Internet;
  • Utilize ferramentas como o AdBlocker para minimizar ou bloquear anúncios pop-up para reduzir riscos potenciais;
  • Monitore a atividade on-line de seus filhos. Aplique restrições ao uso do dispositivo e da Internet, e verifique com frequência;
  • Explore o histórico recente de busca de seus filhos para entender melhor o que deve ser evitado.

Com o malware escondido em aplicações que têm como alvo as crianças, devemos ser mais cuidadosos do que nunca. “Os criminosos não se importam com quem eles visam. A fraude publicitária vale bilhões de dólares a cada ano, e é por isso que os golpistas gastam tanto tempo e esforço tentando colocar aplicativos infectados por malware na loja do Google Play.

“Quanto mais downloads infectados eles conseguirem, mais dinheiro os golpistas podem ganhar”, de acordo com o Panda Security Mediacenter.

Enquanto os pais não estão imunes a baixar aplicativos sem ler o conteúdo, as crianças estão mais propensas a baixar um aplicativo sem sequer considerar as consequências só porque parece divertido ou porque seus amigos estão brincando com ele, por isso é sempre importante se certificar se seus filhos estão seguros online.

Saiba mais: Itaú consórcio 2ª via: é possível conseguir o boleto pela Internet; veja como

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...