Bitcoin Bate Recorde do Hash

Embora os preços do bitcoin tenham se consolidado em torno da zona de US $ 50 mil, o hashrate da rede atingiu o máximo histórico (ATH) em 8 de dezembro de 2021, atingindo 194,95 exahash por segundo.

Créditos da Imagem: Canva
0

Hoje (12) de dezembro a FolhaGo traz para seus leitores novidades que cercam o mundo das criptomoedas, dessa vez falaremos do bitcoin.

Embora os preços do bitcoin tenham se consolidado em torno da zona de US $ 50 mil, o hashrate da rede atingiu o máximo histórico (ATH).

Em 8 de dezembro de 2021, foi atingido 194,95 exahash por segundo.

Os mineradores de bitcoin aumentaram muito seu poder de processamento, entretanto, para minerar bitcoin é 8,33% mais difícil de extrair desde 11 de dezembro.

Os preços do Bitcoin atingiram alguns máximos históricos em 2021, quebrando recordes dos anos anteriores.

Da mesma forma, o hashrate do Bitcoin também teve altas recordes em duas ocasiões este ano, já que o poder do hash SHA256 aumentou exponencialmente.

Enquanto os preços do BTC atingiram um ATH de $ 64K em meados de abril em 9 de maio, o hashrate do Bitcoin atingiu um pico vitalício de 191,42 exahash por segundo (EH/s).

Os preços do BTC mais uma vez alcançaram outro ATH em 10 de novembro, saltando para $69 mil por moeda.

Como os preços do bitcoin caíram cerca de 26% desde então, o hashrate do Bitcoin disparou para outra alta, atingindo 194,95 EH / s em 8 de dezembro.

Você pode gostar: Galileo Exchange Lança seu Token Nativo, o “GELT”

Dificuldades em Minerar Bitcoin

imagem usada para representar mineração
Créditos de Imagem: Canva

As coisas mudaram muito desde o último hashrate ATH em 9 de maio, quando o BTC viu a maior queda de dificuldade de mineração em sua vida útil, caindo 27,94%.

Depois de mais uma queda de 4,81%, a dificuldade aumentou nove vezes consecutivas desde então.

Durante as últimas quatro semanas, a dificuldade de mineração do BTC caiu 1,49% e aumentou 8,33% em 11 de dezembro.

Em termos de dificuldade de mineração, é quase tão difícil minerar o BTC como era em 13 de maio, com um parâmetro de dificuldade de 25 trilhões.

No momento, a dificuldade após a mudança de época de 11 de dezembro é de 24,1 trilhões, o que é apenas um fio de cabelo menor do que o ATH da dificuldade.

Veja também: Pai Rico Pai Pobre, Autor Prevê Quebra do Bitcoin

Mineração Muda Distribuição

imagem usada para ilustrar mineração
Imagem Canva

Outra mudança que pode ser vista desde a alta do hashr de 9 de maio é que os principais reservatórios de mineração mudaram significativamente a distribuição.

O maior pool de mineração de hoje é Antpool com 19,39% do hashrate global ou 34,6 EH/ se o segundo maior pool de mineração BTC é F2pool com 14,16% do hashrate ou 25,27 EH/s.

Ainda mais, a Foundry USA tem sido um novo concorrente principal nos últimos meses, assumindo a terceira posição em 12 de dezembro de 2021, com 13,07% da potência global de hash ou 23,32 EH/s.

Saiba mais: Governador da Flórida e Pagamentos em Criptomoedas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.