Pagar metade ou mínimo da fatura do cartão é possível, mas taxas são cruéis

O pagamento de metade da fatura do cartão pode ser uma atitude negativa para quem precisa parcelar os gastos de crédito; entenda o que acontece quando o consumidor precisa fazer isso

Anúncio


Quando se opta por pagar metade da fatura do cartão,  o consumidor precisa estar ciente de todos os juros cobrados ao realizar o trâmite financeiro. Nesta data (28/11), o Guia do Ex-Negativado mostra as principais tarifas e demais valores de cobrança ao efetuar esse tipo de pagamento.

Veja o que acontece ao pagar metade da fatura do cartão

Você já se perguntou, então, o que pode acontecer se pagar metade da fatura do cartão?

Quando algum imprevisto acontece durante o mês e não sobra dinheiro para fazer esse pagamento, há, então, a possibilidade de usar essa ferramenta e pagar um valor menor do que o total.

No entanto, o recomendado é evitar esse tipo de parcelamento. Isso porque muitas agências se aproveitam dessa situação e acabam cobrando taxas de juros bastante altas e que podem afetar os consumidores.

Quais são os juros aplicados na fatura?

Mesmo que as agências aceitem que o cliente pague uma parte da fatura total, é necessário ficar atento às taxas de juros cobradas em cima do valor restante.

Continua depois da publicidade

Aquele que, portanto, não pode quitar o pagamento total de sua fatura, está sujeito aos seguintes critérios:

Continua depois da publicidade
  • Juros de mora de 1%;
  • Multas por atraso (2% ao mês);
  • Juros de crédito rotativo;
  • Impostos sobre operações financeiras (IOF).

Vale ressaltar que os juros de crédito rotativo são os mais altos entre as possibilidades de empréstimo e financiamento do mercado.

As tarifas cobradas de quem está sujeito ao rotativo podem alcançar a marca de 300% ao ano. Dessa forma, a sua dívida pode virar uma grande bola de neve.

Veja também: Entenda como funciona o Picpay e o Paypal; veja diferenças e vantagens

Quais são as opções de pagamento da fatura?

Veja o que acontece ao pagar metade da fatura do cartão
Veja o que acontece ao pagar metade da fatura do cartão – Imagem: Pixabay

As instituições financeiras oferecem três formas de pagamento da fatura, sendo elas: pagamento mínimo, pagamento parcial e pagamento total. Veja todo os detalhes, a seguir.

Pagamento mínimo

Alternativa, então, para quem deseja pagar apenas 15% do valor total. Aqui, o titular do cartão pode pagar somente essa parcela da fatura, ficando um saldo restante para o próximo vencimento, acrescido de multa e taxa de juros.

Pagamento parcial

Nesta opção, por conseguinte, o consumidor pode pagar uma quantia entre o total e o mínimo da fatura, como a metade, por exemplo.

Nessa alternativa, o saldo restante será jogado para a próxima fatura.

Pagamento total

Trata-se, portanto, do trâmite em que o consumidor pode pagar a quantia integral de sua fatura.

De qualquer forma, o ideal é sempre avaliar muito bem a situação financeira antes de efetuar parcelamentos de faturas de cartão de crédito.

Uma atitude bem pensada pode, então, evitar juros e valores absurdos sobre o orçamento mensal  de pagamentos de contas.

Clique no Banner e Baixe Grátis o Ebook!

Aprenda a fazer fotos e edições profissionais usando o seu celular e comece a faturar em dólares, trabalhando com os maiores bancos de imagens do mundo. Baixe Grátis o e-book: Como Fazer da Fotografia com Celular um Negócio Lucrativo.

Veja também: Conheça 4 categorias de produtos para vender com 100% de lucro

Educação Financeira: COMO ECONOMIZAR GANHANDO 2 MIL REAIS?! (Dicas Vitais)

Carregando comentários aguarde...
...
...