Qual valor desempregado deve pagar de INSS?

Mesmo quem está sem emprego pode manter pagamento à Previdência

Quem está sem emprego não perde, necessariamente, a condição de segurado do INSS. Além disso, é possível contribuir ao órgão de maneira individual e manter o acesso aos benefícios após o período de carência. Confira hoje, 28 de novembro, qual valor desempregado deve pagar de INSS.

Após a perda do emprego o cidadão permanece como segurado por um período. Este é, então, o período de carência: tempo pelo qual não se paga INSS e mesmo assim é possível usar os benefícios deste.

Mas, caso não se contribua mais ao INSS, após o tempo de carência não é possível acessar, por exemplo, salário-maternidade ou auxílio-acidente. Por isso, é importante contribuir mesmo que individualmente. Ainda, considere que isso conta no tempo para aposentadoria.

Qual valor desempregado paga de INSS?

Qual valor desempregado deve pagar de INSS
Qual valor desempregado deve pagar de INSS? – Foto: Canva

Depende. Afinal, existem duas possibilidades. Existem dois modos de recolhimento que se revelam em dois códigos. Cada um deles tem um valor, bem como permite acesso ao teto ou piso do INSS. Veja:

  • Código 1007, com 20% de contribuição sobre os rendimentos mensais. Na hipótese de desemprego, então, considera-se o salário mínimo;
  • Ou, então, sob o código 1163 de 11% sobre a renda (para desempregados, novamente, considera-se o salário mínimo).

Por isso, o desempregado paga de INSS, atualmente, R$ 220 ou R$ 121.

Como pagar INSS estando desempregado: Passo a passo

Uma vez que houve a escolha da forma de contribuição, então, deve-se seguir aos próximos passos. Isto é, de cadastro e de pagamento dos valores. Abaixo, portanto, veja como fazer:

  • Primeiramente, quem nunca contribuiu ao INSS de forma individual ou por emprego, deve fazer a inscrição no PIS no site do DATAPREV ou, ainda, no portal CNIS;
  • Depois, emita a GPS (Guia da Previdência Social) pelo site ou aplicativo Meu INSS ou em papelarias, para versão física;
  • Por fim, preencha as informações da GPS e a pague até o dia 15 de cada mês.

Dessa forma, esses são os passos para desempregado pagar o valor ao INSS. E, com isso, garantir acesso aos benefícios previdenciários, tais como aposentadoria e demais auxílios após o tempo de carência terminar e o desemprego.

Por qual período o desempregado é segurado do INSS e pode acessar benefícios sem pagar?

São 12 meses de carência, isto é, de acesso aos benefícios mesmo sem pagamento à Previdência. Por outro lado, quem contribuiu ao INSS por pelo menos 10 anos possui direito a 24 meses de carência.

Clique no Banner e baixe GRÁTIS!

NEGOCIAÇÃO DAS DÍVIDAS: Pago ou deixo rolar?!

Essa pergunta é feita por muita gente que está endividada e com o nome sujo em órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa.

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, após um determinado prazo decorrido da contração de uma dívida, o nome do consumidor deve ser retirado do cadastro dos órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa.

Em outras palavras, existe sim um tempo definido para que o CPF de uma pessoa permaneça restrito. Assim que uma dívida vence e não é paga, ela pode ser inclusa no sistema dos birôs de crédito.

A partir daí, existe um prazo máximo legal, para cobrança desse débito na Justiça e também para a negativação. Entenda mais sobre o assunto no vídeo e saiba o que fazer nessa situação e saia do sufoco!

O Guia do Ex-Negativado não tem ligação com bancos ou qualquer outra instituição financeira do mercado. Nosso objetivo neste espaço é o de, unicamente, levar aos nossos leitores informações confiáveis no contexto da relação humana com o dinheiro e da cidadania. Em sendo assim, tópicos como finanças pessoais, oportunidades de mercado, direitos e deveres do consumidor estarão presentes permeando nosso conteúdo. Acreditamos que seja sim possível ajudar no processo de desenvolvimento da educação financeira, e, por conseguinte, na construção de um espírito crítico do cidadão. No entanto, vale também a ressalva, de que nada publicado neste Blog constitui em uma recomendação pessoal de investimento. Caberá, desse modo, a quem deseja investir, tomar suas próprias decisões em relação às estratégias financeiras a serem adotadas em sua vida pessoal e profissional. Dúvidas ou sugestões? Entre em contato conosco: E-mail: contato@guiadoexnegativado.com.br Telefone: (31) 3500-2894
Comentários
Loading...