Quem recebe Auxílio Brasil pode fazer empréstimo? Entenda agora o assunto

É possível obter crédito a baixos juros para pagamento em até 48 vezes

Anúncio


Curitiba, 23 de março de 2022 – Agora quem recebe Auxílio Brasil pode fazer empréstimo. Isso é possível em razão de uma Medida Provisória publicada ainda na última quinta-feira, 17 de março. Continue lendo e, com o Guia do Ex-Negativado, saiba mais sobre o crédito pessoal!

A novidade faz parte de uma série de medidas econômicas recentemente anunciadas pelo governo federal, como o aumento da margem do empréstimo consignado de pensionistas e aposentados do INSS.

Outras medidas que acompanharam o lançamento desse empréstimo especial correspondem à antecipação do 13° salário do INSS. Também, à liberação de até R$ 1 mil do FGTS.

Quem recebe Auxílio Brasil pode fazer empréstimo, saiba mais

Quem recebe Auxílio Brasil pode fazer empréstimo
Quem recebe Auxílio Brasil pode fazer empréstimo! Conheça novidade – Foto: Canva

Com a publicação da Medida Provisória 1.106/2022, autorizou-se o crédito consignado a quem recebe benefício do Auxílio Brasil e do BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Ele, então, funciona da seguinte maneira: o cidadão contrata o crédito diretamente com uma instituição bancária. Ao fazê-lo, então, autoriza o governo federal a fazer o desconto da parcela, mensalmente, do valor do auxílio.

Continua depois da publicidade

Esse desconto, contudo, não pode afetar mais do que 40% do benefício que o cidadão recebe. Assim, uma família que possui Auxílio Brasil de R$ 400 mensais pode pagar parcelas de até R$ 160 ao mês.

Continua depois da publicidade

O empréstimo para quem recebe Auxílio Brasil, então, contará com juros baixos. Ainda, terá até 48 meses para quitação do valor total.

Contudo, ainda não há maiores detalhes sobre a liberação. Portanto, em breve os bancos e instituições devem lançar modalidades para essa autorizaçãol.

Empréstimo ajudará famílias de baixa renda na obtenção de crédito a juros justos

Conforme noticiado pelo Ministério da Cidadania, o ministro da pasta, João Roma, comemorou a abertura dessa nova possibilidade de crédito.

Segundo ele, a autorização para quem recebe Auxílio Brasil de fazer empréstimo combate uma situação em que pessoas com baixa renda geralmente têm à disposição apenas crédito a juros altos.

Veja o que declarou Roma:

Toda essa população que hoje conseguiu ser bancarizada, não encontrava acesso ao crédito, com juros em conta. (…) Estamos atacando uma pirâmide invertida no nosso Brasil, onde aqueles que são mais abastados conseguem ter acesso a recursos com juros de 1,5%, 2% e o mais pobre, quando consegue financiamento, é acima de 4% ao mês.

Contudo, a liberação de empréstimo para quem recebe Auxílio Brasil também recebeu críticas. Afinal, segundo especialistas, isso fomentaria o endividamento das classes menos favorecidas economicamente. Ainda, comprometeria o ganho mensal.

Aprenda já a NEGOCIAR E PAGAR DÍVIDA DO CARTÃO de crédito e saia do sofrimento

Não há dúvidas de que o cartão de crédito pode ser uma ferramenta financeira de enorme utilidade. Sobretudo se usado com inteligência.

No entanto, o mesmo cartão que pode trazer diversos benefícios também pode ser um grande vilão para os consumidores. Muita gente no país está endividada e é o cartão o principal motivo do endividamento.

Nesse contexto vale a pena mencionar que o Brasil possui uma das mais elevadas taxas de juros do mundo todo. Para se ter uma noção, a taxa anual média do rotativo aqui no país é de 237,9%. Por outro lado, na Argentina paga-se 50%, no Chile paga-se 40,7% e no Peru 40%.

Em outras palavras, se uma pessoa gastar R$1 mil no cartão e não pagar, ao final de 12 meses ela estará devendo aproximadamente R$3.379,00. Portanto, saiba hoje com negociar e pagar as dívidas do produto! Veja o vídeo!

Empréstimos e financiamento para pequenas empresas: Podcast sobre captação de recursos – Parte 01

Veja como conseguir dinheiro para montar ou desenvolver o seu negócio.

Carregando comentários aguarde...
...
...