Anúncio

Entenda o adubo NPK: quando e como usá-lo em sua plantação

Aprenda sobre a fertilização NPK e os benefícios que ela traz para a sua planta.

Anúncio


Continua depois da publicidade

O adubo NPK é um adubo químico muito utilizado em plantações, sendo provavelmente o mais usado, e tem o intuito de fornecer as plantas três nutrientes: nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). Hoje, 18 de janeiro de 2022, com ajuda do Horta, Jardim & Cia do Folha Go, entenda o adubo NPK.

Continua depois da publicidade

Saiba mais sobre, e entenda o adubo NPK

A fertilização é um processo importante para garantir que a sua planta cresça e se desenvolva de maneira saudável, isso porque muitas vezes o solo em que a planta foi cultivada não a fornece todos os nutrientes necessários ao seu plantio. Sendo o nitrogênio, o fósforo e o potássio os elementos essenciais para a planta, o adubo NPK é muito popular e utilizado em plantações e você irá entender melhor o porquê.

Continua depois da publicidade

Leia também: Jogue água de arroz nas suas plantas: nutrição e fertilidade

Por que o adubo NPK é um fertilizante químico?

Saiba mais sobre, e entenda o adubo NPK - Reprodução Canva Pró
Saiba mais sobre, e entenda o adubo NPK – Reprodução Canva Pró

Existem dois tipos de adubos: os orgânicos e os inorgânicos, também chamados químicos. Os fertilizantes orgânicos são aqueles de origem natural, ou seja, eles derivam de animais ou vegetais. Como, por exemplo, o húmus de minhoca, que é um fertilizante muito famoso e pode ser feito em casa.

O adubo orgânico além de trazer benefícios a planta, gera qualidade também para o solo, pois é um composto absorvido pela terra, porém apesar de ter uma duração maior, o consumo dos mineiras pelas plantas ocorre de forma mais lenta com esse tipo de fertilização.

Já o fertilizante químico provém de minérios ou do petróleo e a absorção da planta dos nutrientes se inicia assim que ela é adubada, o que faz como que a fertilização seja mais rápida. É o caso do adubo NPK.

Para que serve cada um dos nutrientes?

O adubo NPK tem como principal objetivo propiciar as plantas o nitrogênio, o fósforo e o potássio e cada um desses nutrientes irá agir de forma distinta na planta. Entender isso irá auxiliar no processo de adubação para saber qual a proporção necessária para suas ervas.

O nitrogênio, encontrado organicamente na torta de mamona, é um composto que irá agir principalmente no crescimento da planta, auxiliando no seu desenvolvimento, brotação, floração e enfolhamento.

O fósforo atua na formação da clorofila e cuida para que a planta consuma os nutrientes do solo, sendo essencial para a qualidade de frutos e sementes. Enquanto o potássio gera fortalecimento dos tecidos vegetais, além tornar a planta mais resistente contra secas.

Proporção de NPK para as plantas

O adubo NPK é distribuído em proporções variadas, sendo as mais conhecidas: NPK 4-14-8; NPK 10-10-10; e NPK 15-15-20. Essa numeração equivale a porcentagem do nutriente no adubo, sendo primeiro número referente ao nitrogênio. O segundo número em relação ao fósforo e último número a respeito do potássio.

Cada uma dessas fórmulas irá gerar mais benefícios para certos tipos de plantas. A NPK 4-14-8 irá favorecer mais o cultivo de flores e plantas frutíferas, já a NPK 10-10-10 contribui para gramados, folhagens e hortaliças, enquanto a NPK 15-15-20 para plantas maiores, como árvores.

Quando utilizar o adubo NPK?

Para responder essa pergunta é preciso conhecer a as necessidades da sua planta, saber qual é o período em que ela mais necessita de nutrientes. Bem, períodos de chuvas em estações como inverno e outono são propícios para o uso do adubo NPK.

Entretanto, são momentos em que a produção das plantas é menor. O momento ideal para a fertilização é antes da floração e após colher a poda, pois irá repor os nutrientes que foram perdidos pela sua planta.

Cuidados especiais

Lembre-se de ler as orientações do fabricante, pois a má utilização do adubo NPK pode causar danos ao desenvolvimento e a saúde da sua planta. Por isso sempre veja as indicações prescritas junto do produto.

Leia também: Como cultivar ora-pro-nobis? Descubra os benefícios de ter essa planta em seu jardim

LAVANDA; veja o passo a passo para cultivar essa lindeza

Carregando comentários aguarde...
...
...