Como usar colar elizabetano em gatos e cachorros? Confira 5 dicas para cuidar do seu pet

Este acessório limita os movimentos e acelera a recuperação do seu animal, confira o melhor modo de colocá-lo na coleira dele

Anúncio
Baixe nosso aplicativo GOOD NEWS e desfrute do melhor conteúdo da internet!




À primeira vista, ver um animalzinho usando um “abajur” desses no pescoço pode causar uma dor imensa. Contudo, este acessório é vital para a recuperação do seu cão ou até mesmo gato. Hoje, 28 de outubro, no post do Blog My Pet do Folha GO, você vai conhecer dicas valiosas caso o seu pet necessite usá-lo.

Antes de tudo, vale dizer que “colar da vergonha” não é um nome adequado para isso. Ao impedir que o animal lamba o próprio corpo, sua recuperação é acelerada. Isso significa mais saúde e proteção para o seu pet.

Leia mais: Gatos Malhados: Saiba O Segredo Das Listras Desses Bichanos

colar elizabetano
Dá uma dó, mas é para o bem do seu pet – Fonte: Pexels

Qual a forma correta de usar o colar elizabetano?

Ok, agora, como usar o colar? A melhor forma é acoplá-lo na coleira ao redor do pescoço do animal. Dessa forma, você garante que o fecho esteja bem preciso, sem sufocar o pet.

Como ajustar corretamente o colar

Se você tem dúvidas, basta fazer duas medições. A primeira na circunferência do pescoço e a segunda a partir da ponta do focinho até o início do pescoço, em sua base. Assim, o colar consegue impedir que o animal se lamba.

Continua depois da publicidade

Leia mais: Raças De Cães Mais Dóceis Do Mundo: Saiba Tudo Sobre Seu Cão Para Não Haver Arrependimento Ao…

Do que é feito o colar elizabetano?

Embora pareçam causar incômodo para quem olha de fora, este acessório é bastante confortável para os animais. Os colares elizabetanos podem ser feitos de plástico, borracha, espuma e também tecido. Ou seja, materiais que não machucam o seu pet.

Por quanto tempo o animal deve ficar com o colar elizabetano no pescoço?

A resposta a essa pergunta varia de acordo com o tratamento indicado pelo veterinário. Tenha sempre atenção para ficar de vigia do seu animal. Gatos demandam atenção especial, pois podem ficar entalados em algum local. Portanto, fique de olho para que o seu pet não apronte, uma vez que está em uma situação especial.

Qual é a origem desse acessório?

Você pode não acreditar, mas inicialmente o colar elizabetano surgiu para tratar seres humanos. Ele tem esse nome por causa da rainha Elizabeth I. Ela teve de ser submetida a esse tratamento para que não roesse as unhas dos pés. Portanto, uma invenção do século 16 que continua relevante para a saúde, agora animalesca, em pleno século 21.

Faça o seu papel e garanta o uso contínuo do colar elizabetano no seu animal. Por mais que ele pareça sofrer por ter os movimentos limitados, é um acessório que vai fazer com que ele se recupere mais rápido.

Brincando com bolinha e ganhando petiscos

Carregando comentários aguarde...
...
...