Cachorro grande cruzar com outro pequeno: isso é bom ou ruim? Saiba o que fazer

Veja se essa prática é saudável para o animal.

Uma grande dúvida dos tutores de cachorros é se é possível um cachorro grande cruzar com outro pequeno, e se isso faz bem para ambos os envolvidos. Hoje, 14/03, o Blog Pets do Folha GO te conta isso e muito mais.

Leia mais: Veja 15 curiosidades sobre os cachorros da rainha Elizabeth

Existem alguns casos que ficaram famosos na mídia onde cães de portes diferentes cruzaram e conseguiram procriar. Mas será que isso é comum ou esses casos foram exceções?

O que pode implicar um cachorro grande cruzar com outro pequeno?

cachorro-grande-cruzar-com-outro-pequeno-2
Veja os riscos que esse ato pode causar. (Imagem: PxHere)

O porte dos cães não é algo que impede a atração dos machos com as fêmeas no cio, ou seja, é possível um cachorro grande cruzar com outro pequeno. Por isso, muitos tutores de fêmeas optam pelo uso de fraldas nesse período.

Contudo, a grande diferença de tamanho traz alguns problemas, principalmente na hora da monta, porém, também pode colocar a vida dos pets em risco.

Geralmente, os criadores de raças híbridas que envolvem pets de tamanhos diferentes utilizam a inseminação artificial, desse modo conseguem diminuir o risco.

Quando a fêmea é muito menor que o macho, um cachorro grande cruzar com outro pequeno aumenta muito mais o risco, principalmente na hora do parto.

Veja como é o cruzamento de um macho pequeno com uma fêmea grande

cachorro-grande-cruzar-com-outro-pequeno-3
Quando a fêmea é maior, os riscos são menores. (Imagem: PxHere)

Nessa situação, o maior problema de um cachorro grande cruzar com um outro pequeno é o momento da monta. Já que é bastante difícil o macho menor alcançar uma cadela maior, contudo, é possível.

Existem alguns métodos para ajudar o cão nesse momento, como uma plataforma elevada que coloca o macho na mesma altura que a fêmea. O tutor também pode estimular o cruzamento, porém isso não é muito recomendado pelos profissionais.

O momento mais perigoso é após a monta, quando os animais ficam “grudados” por, em média, 30 minutos para ocorrer a fecundação. Durante esse período os pets precisam estar confortáveis, e é em razão disso que o cruzamento estimulado pelo tutor não é recomendado.

Quando um cachorro grande cruzar com outro pequeno não pode ocorrer o afastamento brusco dos animais, pois isso pode causar graves ferimentos nos órgãos sexuais de ambos.

Leia mais: Gato pelo curto inglês: confira agora os gatos famosos do momento

Entenda o cruzamento de um cachorro grande e uma cadela pequena

cachorro-grande-cruzar-com-outro-pequeno-4
Quando a fêmea é menor os riscos são maiores. (Imagem: PxHere)

Nessa situação, cachorro grande cruzar com outro pequeno não é recomendado. Isso ocorre, porque essa situação pode se tornar bastante crítica e oferecer riscos.

Primeiramente, o momento da monta pode prejudicar a fêmea, tendo em vista que o peso do macho pode causar danos na coluna da cadela, especialmente com pets de raças distintas.

Além disso, a diferença entre os tamanhos dos órgãos sexuais também pode atrapalhar, dificultar o processo e até mesmo causar danos no canal vaginal da cadela.

Portanto, essa situação deve ser evitada o máximo possível, porque além desses riscos, o momento do parto poderá ser bastante doloroso para a fêmea. Pois seu órgãos reprodutivos são preparados para gerar filhotes de tamanho semelhante ao seu.

Leia mais: Vídeo mostra Resgate de pet: confira essa e outras histórias incríveis que tiveram um final feliz

Por fim, podemos perceber que um cachorro grande cruzar com outro pequeno oferece riscos aos animais, então é importante sempre procurar a opinião de um veterinário.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.