Encontrei um cachorro abandonado, e agora? Dicas do que fazer nesta situação

Veja onde anunciar para adoção e verificar se ele está perdido ou mesmo resgatá-lo

Encontrei um cachorro e agora? Infelizmente com o aumento da pandemia da Covid-19, cresceu também o abandono de animais. Dessa maneira, para te auxiliar nós do Blog Pets do Folha Go deste domingo, 28/02, separamos alguns passos para te ajudar com animais solitários ou até perdidos que você encontrou sem rumo ou direção na rua. 

Portanto, leia também: Como cuidar de gatos filhotes: confira 3 dicas super interessantes

Com a pandemia cresceu o número de cachorros e gatos abandonados
Com a pandemia cresceu o número de cachorros e gatos abandonados – Foto: Pixabay

Quando encontramos um cachorro na rua, ficamos completamente perdidos, uma vez que não sabemos exatamente o que fazer para ajudar o animal. Por vezes até gostaríamos de ficar com ele, mas nem sempre é possível de fazê-lo, não é mesmo?!

Então, pensando nisso e tirar você desse apuro, veja as dicas que separamos sobre o que fazer nesta situação. 

De acordo com a World Animal Protection, a primeira opção de ajuda é levá-lo para casa, procurando tirar o animal do abandono e sofrimento. Certamente ele estará com fome, sede ou até mesmo doente. 

Encontrei um cachorro ou gato abandonado como levá-lo para casa?

Existem diversas opções do que fazer nessa hora. Confira algumas possíveis de fazer e não deixar o animalzinho nessa condição.

Dica 1

Primeiramente, não hesite em acolher esse pet. Em seguida, aproxime-se do animal com cuidado, pois, ele precisa se acostumar com você. Uma forma de gerar confiança é oferecendo comida ou esticando a mão para o cachorro cheirar. 

Dica 2

Se o animal está em uma via movimentada, peça ajuda de alguém, em estradas, procure a ajuda da Polícia Rodoviária. Antes de pegar o animal do colo, leve uma coleira, focinheira ou um cobertor para envolver o animal.

cachorro perdido
Não hesite em acolher esse e se aproxime-se do animal com cuidado | Imagem : Incrivel.club

Dica 3

Use garras de lençóis velhos, toalhas, roupas usadas para acomodar o cachorro ou gato, na sua casa. Contudo, para alimentá-lo,  de ração, se não tiver, improvise com arroz, frango (sem osso) e legumes cozidos sem tempero.  Os gatos, corte a carne em pedacinhos, pode ser frango, peixe ou carne moída.

Dica 4

Se o animal que você resgatou se perdeu, e não foi abandonado, você deve prosseguir da seguinte maneira. Primeiro, encontrei um cachorro bem treinado, bem alimentado, e usa coleira. Estes são sinais, que está apenas perdido. 

A primeira ação será conversar com vizinhos, avisar no comércio local, procurar sites especializados e grupos de animais da sua cidade no facebook. 

Veja também: Médica picada por jararaca conta sobre as dores e efeitos colaterais

Adoção: considere essa solução

Não basta apenas encontrar um dono para o animal é preciso castrar para evitar novos filhotes e previne doenças
Não basta apenas encontrar um dono para o animal é preciso castrar para evitar novos filhotes e previne doenças – Foto: Pixabay

Antes de buscar o caminho de adoção para esse pet abandonado ou perdido, que tal você mesmo adotá-lo? Até porque pode ser uma oportunidade de ser seu melhor amigo, dar e receber carinho e ambos ficarem felizes. No entanto, caso não seja possível ficar com ele, você pode seguir algumas dicas a seguir.

Para encontrar um lar para um animal, não será tão difícil; e a melhor forma para encontrar um tutor, será por meio de grupos de adoção nas redes sociais. Sim, elas são as melhores ferramentas de divulgação para quem está procurando por animais.

Doar o pet é melhor que abandoná-lo

Agora, se você está com dificuldades para cuidar do pet, ou até mesmo não tem como dar atenção e cuidados ao seu animal, escolha doá-lo.

Sendo assim, coloque uma descrição e tire fotos bem bonitas, detalhe aspectos da sua personalidade. Essas ações vão ajudar o próximo tutor a criar um vínculo emocional com o bichinho. Contudo, se possível, leve o animalzinho para o veterinário, e certifique o estado de saúde dele. 

adoção de animais
Ajude o próximo tutor a criar um vínculo emocional com o bichinho | Imagem Prefeiturta de Itapevi

Portanto, antes de levar um cachorro para adoção faça a sua castração, essa é uma maneira de ajudar o animal, pois você resolve muitos problemas. Um deles é que vai evitar a proliferação de novos filhotes que possivelmente poderão ficar abandonados. Além disso, vai diminuir o risco de doenças nos animais de estimação.

A guarda responsável é muito importante, então certifique-se que a pessoa é idônea e está disposta a dar carinho, cuidado para o pet abandonado. Procure saber também, se a pessoa gosta de bichos de estimação ou mesmo se o espaço é adequado, e se tem outros animais. 

Por último, saiba que essa boa ação será algo altruísta e muito bem vinda para os melhores amigos de homem, mulheres, crianças e toda família. Todos os humanos são co-responsáveis pelo bem estar dos do animais bem como do planeta.

Leia também: Adoção de animais de estimação: 3 razões para você adotar um pet

Para obter mais conteúdos siga o Folha Go no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.