Morte de 600 animais silvestres em centro do Ibama é investigada por PF

O local é um dos maiores centros de tratamento de animais do pais

O Blog Pets do Folha Go desta quinta-feira, 26/02 , informa que na última segunda-feira(22), a Polícia Federal (PF) instaurou um inquérito, para apurar a morte de 600 animais silvestres. Contudo, as mortes teriam ocorrido no centro de tratamento de animais do Ibama.

Assim sendo, leia também: Tráfico de animais silvestres cresce na pandemia e criminosos atuam via internet

Tráfico de animais silvestres cresceu durante a pandemia, e criminosos usam a internet
Tráfico de animais silvestres cresceu durante a pandemia, e criminosos usam a internet – Foto: República de Curitiba

A morte de 600 animais teria ocorrido no Centro de Triagem de Animais Silvestres, que fica na cidade de Seropédica, no Rio de Janeiro. No local, existem 1,2 mil animais, que estão sob a responsabilidade do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).  Dessa forma, venha entender o caso a seguir.

Morte de 600 animais silvestres nos últimos meses

Um dos maiores centros de tratamento de animais do país está passando por uma investigação da Polícia Federal.

Os agentes compareceram no local para obter a informação de que nos últimos seis meses 600 animais silvestres foram mortos.

Segundo a TV Globo, um dos motivos para a morte destes animais, foi a falta de cuidados adequados. A empresa responsável pelo serviço, teve o seu contrato finalizado, e com isso não foi possível realizar mais o tratamento nos animais. 

O caso chegou à PF, por meio de denúncia anônima. Logo após, eles foram até o centro realizar a perícia.

Em nota, o Ibama informou que as equipes da Secretaria de Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, Corregedoria e Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas. Está realizando a apuração, e que vão adotar as medidas necessárias. 

Sendo assim, leia também: Veja uma lista de animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil

Centros de Triagem e a morte dos  600 animais

O Centro de Triagem é responsável pela recuperação de animais que foram mau tratos e resgatados do tráfico de animais
O Centro de Triagem é responsável pela recuperação de animais que foram mau tratos e resgatados do tráfico de animais – Divulgação

Dentro do Ibama existem Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), ao todo no país existem 20 unidades. E o objetivo dos centros de triagem é receber animais silvestres, que foram entregues de maneira voluntária. E também,  aqueles recolhidos por meio do resgate realizado pela fiscalização.

Entretanto, a maioria dos animais que são resgatados pela fiscalização, são oriundos do tráfico de animais e de maus tratos. E os centros além de abrigar,  recuperaram estes animais para posteriormente,  serem devolvidos para a natureza.

Outro ponto de atenção, são as condições precárias de manutenção do local, pois, são poucos recursos humanos para dar continuidade ao cuidado dos demais animais que se encontram vivo.

Ações dos locais onde abrigava os 600 animais que morreram

Estes centros também cuidam principalmente da conscientização da população, para que não permita que os interesses humanos fiquem acima dos animais.

Além disso, os centros têm algumas outras funções, tais como: realizar estudos, pesquisas e censo para ter uma relação das espécies. 

Infelizmente é uma situação que causa grande tristeza, primeiro que a origem dos animais, na sua maioria, advém de contrabando e tráfico de animais, dos quais sofrem de diversas maneiras.

E em segundo, que diante desse quadro, seria oportuno que as autoridades competentes conseguissem maior controle para evitar atividades como essas.

Leia também: O que é um animal silvestre e como evitar o tráfico desses bichos? Veja agora

Assim, resta a população aguardar o desenrolar das investigações para saber mais detalhes dessa tragédia que atingiu tantos animais e, quais as providências para segurança do restante de bichos que estão no centros de triagem.

Para obter mais conteúdos siga o Folha Go no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.