Ações do banco Inter sofrem forte queda de 11%; entenda os motivos

Ações BIDI11 e BIDI4 caíram quase 12% em um só dia

Ações do banco Inter sofrem forte queda de 11%; entenda os motivos (Foto: Divulgação / Inter)
0

O banco Inter vem crescendo a cada dia que passa, expandindo seus produtos e conseguindo novos clientes, mas a queda das ações da instituição financeira tem chamado a atenção do público nesta semana. É necessário se preocupar? Por que isso está acontecendo? Saiba tudo no post de hoje (29/09).

De acordo com análises de especialistas em finanças da renomada Revista Forbes, o Inter aparece em 2021 como o segundo melhor banco do Brasil. Está perdendo apenas para o Nubank, que aparece no topo do ranking pelo terceiro ano consecutivo.

Com uma imensa gama de serviços e produtos, tais como os de qualquer banco tradicional, o Inter tem conseguido conquistar credibilidade e popularidade entre os consumidores nacionais. Inclusive aqueles que antes eram receosos quanto a contas digitais.

Ações do banco Inter sofrem forte queda de 11%; entenda os motivos
Ações do banco Inter sofrem forte queda de 11%; entenda os motivos (Foto: Canva Pro)

Mesmo vivendo um momento de crescente em suas operações, as ações do Banco Inter derreteram na Ibovespa nessa última terça-feira (28/09).

Queda das ações do Banco Inter (BIDI11 e BIDI4) chegou a mais de 11% em um dia

As units BIDI11 abriram o dia caindo 8,79% até às 11h25 da manhã, passando a ser negociadas a R$ 53,54. Já as ações BIDI4 caíam 8,17% nesse mesmo período, registando valor de R$ 17,98 por ação.

Já no fim do dia, as units BIDI11 fecharam em uma queda enorme de 11,82%, passando a ser negociadas por R$ 51,77 cada ação.

No caso das ações preferenciais BIDI4, a queda atingiu a marca de 11,65%, custando R$ 17,69 cada uma.

Quais os motivos para o forte recuo das ações do Banco Inter?

A queda nas ações do banco digital acompanha o mercado internacional, com as bolsas de Nova York sofrendo um dia de forte negativo.

Mas, não é só isso. Há uma crise interna na instituição financeira motivada por uma possível fusão entre o Inter e a Stone.

Recentemente, a StoneCo adquiriu uma fatia minoritária do Banco Inter e as duas partes estariam negociando para fazerem uma fusão, já que atualmente a relação entre elas acontece apenas de maneira comercial.

Contudo, o fato de a Stone enfrentar uma perda de R$ 400 milhões em empréstimos após uma operação de crédito dar problemas em seu sistema deixou o mercado com um pé atrás.

Outro fator para a queda das ações do Inter é por uma realização recente de ganhos da instituição. Além disso, há o fato de empresas de as fintechs, que ainda estão em crescimento, dependerem de financiamentos para aumentarem seus caixas.

O Inter chegou a ser acusado de estar aumentando o provisionamento contra inadimplência no balanço do terceiro trimestre de 2021, mas negou através de um comunicado oficial.

Há risco para os clientes?

Contudo, para quem é cliente do Inter não é necessário ter preocupação. O banco segue operando sem riscos para quem tem dinheiro investido na conta digital.

Há garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) nos seguintes investimentos: Poupança, CDB, LCI e LCA.

Qual o MELHOR BANCO DIGITAL? Clientes avaliam Nubank, Banco Inter e C6 Bank

Qual o MELHOR BANCO DIGITAL? Clientes avaliam Nubank, Banco Inter e C6 Bank As fintechs chegaram com tudo no mercado financeiro brasileiro. Alcançaram rapidamente nos últimos anos, um patamar de destaque entre as opções dos consumidores. E três empresas (ou três fintechs brasileiras) são consideradas, atualmente, como as melhores quando falamos em bancos digitais: Nubank, Banco Inter e C6 Bank. Saiba qual delas é a melhor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informações