Empréstimo entre pessoas: fintech concede crédito sem intermediação de bancos

Empréstimo entre pessoas: fintech concede crédito sem intermediação de bancos. Fonte da imagem: Freepik
0

Curiosamente, a fintech Bullla possibilita a realização de empréstimo entre pessoas físicas, sem que haja a intermediação de bancos, com taxas mais reduzidas por conta disso. Não obstante, o processo acontece inteiramente através da Internet, por meio de um aplicativo próprio. Saiba mais hoje (06/07) aqui no Poder Econômico.

A Bullla nada mais é do que uma fintech, cuja criação aconteceu em 2018. Aliás, o propósito de sua existência é viabilizar as transações entre pessoas, em um ambiente bem seguro, livre de burocracias e com valores reais e justos. Ademais, a companhia possui cadastro no site Reclame Aqui há um ano e há somente 11 reclamações, o que é um bom indicativo de sua confiabilidade.

Como funciona o empréstimo entre pessoas pela Bulla?

A priori, o empréstimo entre pessoas da Bullla busca conectar aquelas pessoas que se caracterizam como Boas Pagadoras e as que são boas poupadoras. Assim, aqueles que tomam o empréstimo podem ter acesso ao crédito sem complicações e burocracias e os que concedem o crédito podem obter bons rendimentos nesse investimento que fizeram.

Posteriormente, quando o solicitante se cadastra na plataforma, fornecendo algumas informações pessoais, a foto de um documento de identidade e cria um login. Em seguida, a empresa efetua uma análise de crédito através de um algoritmo próprio. Desse modo, ela estipula uma pontuação para o cliente que pode ser:

  • AAA;
  • AA;
  • A;
  • B;
  • C;
  • D.

Então, quem está na faixa AAA arca com uma taxa de juros de 1,5% ao mês. Por outro lado, quem se encontra na faixa D banca uma taxa de juros de 5% mensais. Depois, o solicitante escolhe um  ticket de R$1 mi, R$2 mil ou R$3 mil que a companhia lhe oferece.

empréstimo entre pessoas bullla funcionamento
Empréstimo entre pessoas: fintech concede crédito sem intermediação de bancos. Fonte da imagem: Pixabay

Além disso, o tomador pode selecionar também o prazo para pagamento, que pode ser em 10, 12 ou 18 vezes. Ao fim dessa simulação, direciona-se o tomador para um dashboard, onde o solicitante deve aguardar a obtenção de uma conexão com um potencial investidor.

Depois, quando porventura essa conexão ocorre, o solicitante decide se quer de fato emprestar o valor. Se o pagamento da parcela acontecer na data certa, o score de crédito sobe. Agora, se houver atrasos, a fintech cobra o devedor. Todavia, se não houver o cumprimento da data de vencimento da parcela, a companhia realização a negativação do nome do tomador.

Quais são as vantagens e desvantagens dessa modalidade de crédito?

Assim, algumas das vantagens do empréstimo entre pessoas da Bullla são as seguintes:

  • Taxas de juros menores;
  • Processo de solicitação acontece totalmente através da Internet;
  • Agilidade e rapidez na simulação e solicitação do crédito;
  • Livre de burocracias.

Entretanto, uma desvantagem está na carência de informações sobre quais seriam as regras internas que eles informam no site para a análise de crédito própria.

Conta de energia alta? Você pode estar sendo lesado e nem sabe!

Sua conta de energia vai aumentar. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), já estima aumento nas tarifas, e isso não vai sair barato, sem contar os riscos de racionamento e blecaute.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informações