Leo Picon faz declaração sobre a sua sexualidade e comenta sobre ofensas que sofre

Ele ainda disse como enfrenta a situação e pediu mais respeito

Leo Picon publicou, na virada entre quarta-feira (10) e quinta-feira (11), em suas redes sociais, uma publicação em que conta sobre os preconceitos que sofre e como encara a vida diante de tantas ofensas relacionadas à sua maneira de ser.

Seu discurso chamou a atenção de seu público, sobretudo por conter elementos, até então, desconhecidos por muitas pessoas, como o fato dele ter o costume de pintar as suas unhas. Iniciou a publicação dizendo:

“Quero contar pra vocês que desde muito novo estou acostumado a ser chamado de “vi*d*, b*x*, g*y…”, as pessoas usam desses termos como uma ofensa e eu tenho certeza que isso tudo mexeu comigo quando mais novo, pensando que havia algo de errado em mim, mais velho eu tenho a consciência que há algo de errado com essas pessoas.”, iniciou o seu discurso.

Uma das partes que mais chamou a atenção foi justamente o fato dele, que tem o hábito de pintar as unhas, demonstrar o quão forte a homofobia pode chegar na vida de alguém, pegando qualquer um de surpresa:

“Pintar as unhas reforçou toda essa onda e eu faço isso desde 2017. […] Isso me alerta que em uma cultura que a homofobia chega até mim, é uma cultura que mata, agride, poda, oprime e limita o desenvolvimento do ser humano, seja qual for sua orientação sexual.”, prosseguiu Leo.

Por fim, ele concluiu dizendo sobre como espera que a sociedade seja, isto é, como ele vê as coisas e como seria justo, para todos, viverem a sua expressão de liberdade. Finalizou dizendo:

“Quero desconstruir essa sociedade que acha que ser homem é algo relacionado a brutalidade, que ser homem é a repressão, que existam regras para SER! Somos bilhões de pessoas, todas únicas e todas merecem a liberdade para SEREM como são.”, disse também Leo Picon.

Comentário do redator sobre Leo Picon

É comum utilizarmos dos meios de comunicação para expressarmos aquilo que estamos sentindo, como é o caso de Leo Picon. Ele está colocando pra fora aquilo que, por muito tempo, está dentro dele, não diferente de muitos brasileiros que se sentem oprimidos por não poderem exercer a sua liberdade de serem como realmente são.

Independentemente de como o rumo das coisas foi sendo tomado, Leo Picon busca se afirmar em dizer que quer a sua liberdade e não pretende se encaixar em nenhum tipo de comportamento padrão, exigindo, com isso, respeito pela opção que faz ele ser livre de escolher o que irá fazer.

É necessário respeito e compreensão por todos os seres humanos. Todas as vidas são importantes e, independentemente de como fazemos as nossas escolhas em relação a nossa manifestação de amor, cabe, com muita justiça, tratar o outro como ele deve ser tratado, pois, antes de nossa sexualidade, somos seres humanos.

Top 7 as séries que vão sair em 2021

2021 está aí e promete trazer muitas novidades para os telespectadores que amam filmes e séries. Dessa vez, o que mais está em alta é justamente a questão das séries que estão por vir. O que será que vem pela frente? Há muitas novidades que estão gerando expectativas nas pessoas e algumas delas eram muito esperadas. Veja o top 7 das séries que vão sair:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.