Saiba os seus direitos quando cancelar um voo pela companhia aérea

Quais os seus direitos? Como você deve proceder nesse tipo de situação? Veja agora!

Anúncio
Baixe nosso aplicativo GOOD NEWS e desfrute do melhor conteúdo da internet!




Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, o cancelamento de voo pela companhia aérea no Brasil é muito comum. Por isso nesta quarta-feira 03/11, nós do Viagens Baratas preparamos este artigo com o objetivo de te ajudar a minimizar o incômodo gerado diante dessas situações.

Continua depois da publicidade

Veja também: Saiba 5 maneiras de economizar em passagens aéreas agora mesmo

Como saber se o voo foi cancelado ou alterado? Quais os motivos para que isso ocorra?

Primeiramente, você precisa saber diferenciar se o voo foi cancelado ou alterado, conceitualmente são diferentes, porém, ambos causam transtornos. O cancelamento ou alteração são os dois incômodos mais comuns que são causadas pelas companhias aéreas.

Além disso, o cancelamento é quando vamos fazer o CHECK IN para embarcar e a companhia informa que o voo não acontecerá. Enquanto que, a alteração ocorre quando a companhia aérea informa que o voo sofreu algumas mudanças. Mas isso deve ocorrer com no mínimo, 72 horas antes do embarque.

Porém, tendo em vista as atribulações do dia-a-dia, pode ocorrer uma desorganização da companhia aérea, ocasionando o cancelamento ou alteração em menos de 72 horas de antecedência.

Cancelar um voo pela companhia aérea
Saiba os seus direitos quando cancelar um voo pela companhia aérea. Foto: Unsplash

Mas afinal, o que leva uma companhia aérea a cancelar meu voo?

A princípio vários são os motivos para a companhia aérea cancelar um voo. Listamos os três mais comuns abaixo.

Continua depois da publicidade
  1. Por causa da redução dos voos para um determinado destino.
  2. Por não ser lucrativo o suficiente.
  3. Não obstante, pode ocorrer ainda, a alteração do horário do voo por motivo de redução da malha aérea.

Saiba o que você pode fazer quando seu voo é cancelado pela companhia aérea!

Caso aconteça o cancelamento ou alteração do seu voo em menos de 72 horas do embarque, saiba que a responsabilidade é toda da companhia. E ainda mais, precisa-se ressaltar que o passageiro aéreo é um consumidor e, como tal, tem seus direitos assegurados.

A ANAC é o órgão do governo federal que regula e fiscaliza as atividades das companhias aéreas no território brasileiro.

Nesse sentido, para essas eventualidades, está previsto uma série de direitos dos passageiros em voos cancelados. Contudo, o passageiro que é ciente de seus direitos, pode, muitas vezes, solucionar o problema no aeroporto mesmo.

Além disso, leia também: Vai viajar em Janeiro? Veja os 5 melhores destinos

São seus direitos:

  1. Primeiramente, receber o reembolso do valor integral pago na passagem aérea. Juntamente com as taxas. Porém, com o reembolso a questão está resolvida, a companhia aérea não tem o dever de prestar assistência material.
  2. Embarcar no próximo voo da companhia. Todavia, tem que ser para o mesmo destino, a mesma escala, caso tenha. E neste caso, sim, a companhia aérea deve fornecer assistência material ao passageiro.
  3. É direito do passageiro, também, remarcar o voo para data e horário que preferir e sem custo adicional. Nesta opção de resolução, não há assistência material.
  4. O passageiro pode ser realocado em um voo de outra companhia aérea e sem custos adicionais, caso esteja de acordo.

Embora tenha todas essas opções através do diálogo para resolver o transtorno do voo cancelado, muitas vezes é preciso recorrer à justiça.

Dessa forma, se você não receber o reembolso total e integral por parte da companhia, poderá ingressar na justiça com um processo pedindo uma indenização por danos morais.

É possível fazer tudo online e sem audiência, de forma rápida e prática!

Gostou?

Por fim, veja também: Vai viajar para os Estados Unidos? Saiba o que fazer

DEPÓSITO NO BANCO INTER: opções pelo CAIXA ELETRÔNICO E LOTÉRICAS! Veja os passos

Carregando comentários aguarde...
...
...