Looks like you have blocked notifications!

ACM Neto cobra ações para defender os mais pobres na pandemia

Presidente nacional do DEM fala em medidas para reduzir a fome no país

-- Continuar depois da publicidade --

O Brasil passa pelo pior momento da pandemia desde o anúncio do primeiro caso de infecção por coronavírus, nos primeiros meses de 2020. Atualmente, os números tem subido descontroladamente e gerando apreensão na população e brigas políticas. Líder nacional do Democratas, ACM Neto afirma que o Estado tem o dever de proteger quem mais precisa nessa situação. Leia o que foi dito hoje (06/04).

Com casos de infecções e mortes causando impacto no noticiário nacional todos os dias, outro fator que também gera preocupação e não deve ser esquecido é o lado social.

-- Continuar depois da publicidade --

Através de seu Twitter, ACM Neto fez uma série de postagens afirmando que o governo federal não pode esquecer de proteger os mais pobres durante um período em que o isolamento social se faz necessário, tirando a renda de quem necessita estar na rua diariamente para conseguir o sustento.

ACM Neto: ‘o Estado tem o dever de defender os mais pobres’
ACM Neto: ‘o Estado tem o dever de defender os mais pobres’ (Foto: Poder360)

Presidente nacional do DEM cobra atuação do Estado para auxiliar trabalhadores de baixa renda

Segundo Neto, a crise sanitária gerada pela pandemia, que causa também uma crise na economia nacional, escancara problemas sociais, como a fome no Brasil.

“À medida que a pandemia avança e o Brasil firma posição de 1º colocado no ranking mundial de mortes diárias, a crise vai ganhando proporções ainda mais devastadoras, escancarando um problema tão grave quanto todos os outros: a fome. São 19 milhões de brasileiros sem comida na mesa”, escreve.

ACM Neto também diz que o primeiro valor do auxílio emergencial, pago em 2020, foi suficiente para reduzir o impacto da pandemia e que deveria ser repetida.

“Quando o isolamento e a vacina são nossas únicas defesas, o Estado, mais do que nunca, precisa entender que tem o dever de proteger os mais pobres. A oferta do auxílio na 1ª onda foi um bom exemplo disso. A interrupção abrupta do benefício e a ausência de outras políticas públicas, não”.

“A fome tem pressa. São brasileiros – homens, mulheres e crianças – que não sabem se terão comida na próxima refeição. Mudar isso é urgente, é fundamental e exige um esforço de todos. Sobretudo daqueles que têm a obrigação constitucional de fazê-lo”.

-- Continuar depois da publicidade --

ACM Neto na política

Atualmente com 42 anos, ACM Neto entrou na vida política por influência da família. Seu avô, o ex-governador da Bahia e ex-senador federal, Antônio Carlos Magalhães, foi o principal nome. Além dele, o pai Antônio Carlos Magalhães Júnior foi senador e o tio, Luis Eduardo Magalhães, chegou a ser deputado federal.

Em sua carreira política, Neto conta com três mandatos de deputado federal e foi prefeito da cidade de Salvador de 2013 a 2020, sendo reeleito em primeiro turno durante este período.

Com alta aprovação como prefeito de Salvador, emplacou o seu vice como novo líder do Executivo municipal da capital baiana. Bruno Reis também venceu no primeiro turno.

Para o futuro, Neto tentará a candidatura ao governo da Bahia em 2022.

Bolsa Família bloqueado no aplicativo entenda o que mensagem significa

Diversos usuários utilizam o meio digital para ter acesso às informações sobre os benefícios que recebem. Desse modo, se você recebeu a mensagem do Bolsa Família bloqueado no aplicativo, saiba como proceder.

 

Looks like you have blocked notifications!

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...