Looks like you have blocked notifications!

Caldas Novas (GO) decreta lei seca e institui multa de até R$1 milhão

Município aderiu ao decreto do governo de Goiás que visa frear o contágio pela Covid-19

-- Continuar depois da publicidade --

O município de Caldas Novas aderiu ao decreto do governo de Goiás e decretou lei seca na cidade. O objetivo da medida é conter a segunda onda da Covid-19, que chegou em Goiás com toda força. E, para mostrar que a medida é séria, o governo local foi incisivo: instituiu multa de até R$1 milhão para os infratores. O decreto entrou em vigor nessa quinta-feira (28), e a fiscalização já está acontecendo nos limites do município.

A adesão de Caldas Novas ao decreto de lei seca do governo de Goiás é uma ação bastante significativa. Isso porque o local é a cidade turística mais importante do estado. Sendo assim, o peso de tal decisão é grande, pois o município tem muito a perder com a instituição de medidas de restrição dessa envergadura. Trata-se de um exemplo para os demais municípios goianos, ainda que indiretamente, ou seja, para o governo de Goiás a adesão de Caldas Novas foi muito importante.

-- Continuar depois da publicidade --

Da sua parte, o governo de Goiás se colocou a serviço do município para ajudar no cumprimento da medida. Para isso, colocou a Polícia Militar à disposição dos órgãos de fiscalização do município. Com isso, espera oferecer segurança para que estes tenham autonomia para impor o cumprimento das medidas.

Leia também: Escolas particulares de Goiás temem nova suspensão das atividades presenciais devido à segunda onda da COVID-19.

Medidas impostas por Caldas Novas

O decreto de lei seca de Caldas Novas veio acompanhado de outras medidas impostas pela prefeitura local. A proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas foi apenas um dos itens. A Prefeitura também determinou a redução temporária de 70% de capacidade máxima na hospedagem em hotéis, pousadas e estabelecimentos afins, bem como a redução de 50% na capacidade dos parques de diversão. Caso as medidas sejam desrespeitadas, as multas variam de R$500 a R$1 milhão.

Além disso, foi criado também o alvará Covid-19 que consiste numa autorização especial para o exercício de algumas atividades. Nesse sentido, podemos elencar os seguintes serviços:

  • aniversário e casamento;
  • formaturas e eventos;
  • locações de salões e buffets.

-- Continuar depois da publicidade --

Isso significa dizer que o município de Caldas Novas se posicionou terminantemente a favor das medidas de restrição, até mais que  governo de Goiás. Além disso,reforça a importância do isolamento social.

Você pode gostar: Segurança Pública: 68 municípios goianos não registraram homicídios em 2020.

A atual situação de Goiás em relação à pandemia da Covid-19

O estado de Goiás está passando por um difícil momento frente à pandemia da Covid-19. Os contágios, internações e óbitos estão aumentando vertiginosamente. Devido a isso, o governo de Goiás conclamou aos municípios que ajudassem no sentido de impor medidas de restrição à população. Por isso, diversos municípios se manifestaram e aderiram ao decreto.

Alguns destes, reformularam o documento e editaram o decretos com alterações. Foi o caso de Caldas Novas e diversos outros. Contudo, as normas não foram esvaziadas no geral porque a situação do estado, de fato, é muito complexa. Os leitos de UTI destinados à Covid-19, por exemplo, já estão chegando a 90% de ocupação.

Portanto, é preciso um olhar bastante atencioso para essa situação. E ,mesmo que seja incômodo para alguns, é fato que as medidas de restrição devem acontecer porque o distanciamento social precisa acontecer para frear a cadeia de transmissão.

Confira: Com previsão de aporte emergencial, transporte coletivo de Goiânia seguirá sem reajuste em 2021.

Looks like you have blocked notifications!

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...