Cerca de 40% das empresas no Brasil não têm acesso ao mercado de crédito, afirma Ipea

Segundo pesquisadores, acesso ao crédito no país ainda é muito restrito

Cerca de 40% das empresas no Brasil não têm acesso ao mercado de crédito. É o que aponta a 63ª edição do Boletim Radar — Tecnologia, Produção e Comércio Exterior, publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Uma das conclusões dos pesquisadores envolvidos no estudo é de que o acesso ao mercado de crédito no país é muito restrito na comparação com outros países, o que impede que as empresas aumentem sua produção. Além disso, eles apontam, também, que graças a essa dificuldade, muitas empresas fecharam por causa da crise econômica que a pandemia da Covid-19 causou.

O Radar do Ipea é composto por seis artigos e traz debate sobre temas como mercado imobiliário, riscos de crédito, acesso a crédito agrícola, e poder de mercado do setor financeiro nacional frente ao setor industrial brasileiro.

Rotina alterada

A pandemia alterou a rotina das empresas, constatou o levantamento do Sebrae-RJ. No total, 66% dos pequenos negócios operam com mudanças, 17% precisaram interromper seu funcionamento, 12% não tiveram restrições e 5% resolveram encerrar as operações.

Apesar dos investimentos e das mudanças realizadas pelos pequenos empreendimentos, o faturamento da empresa caiu para 80% dos entrevistados, em comparação com 2019. Já 7% dos empresários conseguiram aumentar a receita, em comparação com o ano anterior e 11% informaram que o rendimento permaneceu o mesmo.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...