CPI da pandemia vai apurar negligência do governo: aliados criticam e oposição comemora

Decisão gerou grande repercussão entre apoiadores e oposição do governo

O cenário político brasileiro, mais do que nunca, encontra-se polarizado e dividido em opiniões. Na última quinta-feira (08/04), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou que o Senado Federal instaure uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. Desse modo, a decisão tem gerado grande repercussão entre os representantes do governo, os quais afirmam se tratar de desrespeito entre os Poderes da República, enquanto a oposição comemora a decisão. Entenda melhor sobre a CPI da pandemia nesta sexta-feira (09/04).

Como o próprio nome sugere, a CPI vai investigar e apurar informações sobre eventuais irregularidades do Governo Federal no combate e enfrentamento da pandemia, assim como as suas ações e omissões.

CPI da pandemia é criticada por base aliada e comemorada pela oposição

A CPI da pandemia foi um pedido feito pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e apresentado ainda em fevereiro.

Tendo isso em vista, neste início de abril, Barroso concedeu limiar para que o presidente do senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) instale a comissão.

Além disso, o ministro Barroso acentuou o caráter de urgência em que o processo deve acontecer. Na decisão, o ministro afirmou:

Além da plausibilidade jurídica da pretensão dos impetrantes, o perigo da demora está demonstrado em razão da urgência na apuração de fatos que podem ter agravado os efeitos decorrentes da pandemia da Covid-19. É relevante destacar que, como reconhece a própria autoridade impetrada, a crise sanitária em questão se encontra, atualmente, em seu pior momento, batendo lamentáveis recordes de mortes diárias e de casos de infecção.

Segundo os dados levantados, o país apresenta números elevadíssimos de óbitos causados pela pandemia, mais de 4 mil mortes em 24 horas por dias seguidos.

O presidente do Senado acatou a decisão e disse que cumprirá a ordem da CPI da pandemia, enquanto o senador Carlos Viana (PSD-MG) afirmou se tratar de uma decisão que desrespeita os poderes, visto que a decisão partiu do Poder Judiciário.

O senador afirmou, em sua conta oficial do Twitter, que vai protocolar uma investigação constitucional sobre Barroso.

Deputado comemora CPI da pandemia determinada por ministro do STF
Imagem: Reprodução Twitter @carlosaviana

A oposição, por sua vez, comemorou a decisão. O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) relacionou a CPI da pandemia com o futuro do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Deputado comemora CPI da pandemia determinada por ministro do STF
Imagem: Reprodução Twitter @DeputadoFederal

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...