Freixo afirma continuar recolhendo assinaturas para a CPI da Devastação Ambiental

Líderes da esquerda e parlamentares do centro estão dialogando sobre o assunto

Anúncio


O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) afirmou em sua conta oficial no Twitter que continua recolhendo assinaturas, a fim de instalar a CPI da Devastação Ambiental. Saiba mais hoje (29/04) aqui no Folha Go.

Continua depois da publicidade

Segundo conta o parlamentar, ele e os demais líderes na esquerda na Câmara estão tentando dialogar com parlamentares do centro. Afinal, a oposição conta com 130 deputados. Entretanto, são necessários pelo menos 171 para requerer a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

A CPI da Devastação Ambiental

Surpreendentemente, um grupo de deputados do PSOL, PCdoB, PT, PSB, PDT, PV e Rede protocolou no dia de ontem (28) o requerimento de criação da CPI da Devastação Ambiental. Como se pode imaginar, o intuito é investigar as denúncias de crimes cuja autoria atribui-se ao atual ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Continua depois da publicidade
cpi da devastação ambiental
Freixo afirma continuar recolhendo assinaturas para a CPI da Devastação Ambiental. Fonte da imagem: Pixabay

Aliás, a proposta dos parlamentares é que a apuração dos fatos ocorra em cinco frentes distintas. Elas são:

Continua depois da publicidade
  • A denúncia que o delegado da Polícia Federal, Alexandre Saraiva, ofereceu, na qual se afirma que ele agiu em favor de madeireiras ilegais;
  • Encontro entre garimpeiros, o qual teria sido o motivo da suspensão de operação contra garimpos ilegais no Pará;
  • Eventual ato de improbidade administrativa ao disponibilizar aeronaves da FAB para o transporte de garimpeiros para a capital do país;
  • Omissão no combate aos incêndios que ocorreram no Pantanal em 2020;
  • Desmonte da fiscalização e do desmatamento controlado.

Alguns dos signatários da solicitação são o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Talíria Petrone (PSOL-RJ), Paulo Teixeira (PT-SP) e Alessandro Molon (PSB-RJ).

Além disso, a oposição ao governo de Jair Bolsonaro almeja acionar o STF depois de coletar todas as assinaturas. O propósito é assegurar que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) ponha a CPI para funcionar.

Detalhes do requerimento de CPI

Conforme consta no requerimento para a instalação da CPI da Devastação Ambiental, a política ambiental de Ricado Salles

“inclui o desmonte das instituições ambientais conquistadas pela sociedade brasileira ao longo das últimas décadas, em afronta à Constituição Federal e aos tratados e convenções internacionais de que o país faz parte, que estabelecem a obrigação do poder público defender e preservar o meio ambiente para a presente e futuras gerações. São inúmeros seus atos de omissão, descumprimento de preceitos fundamentais, improbidade administrativa e toda sorte de malfeitos praticados para solapar o marco legal da proteção ambiental do país”

Sendo assim, tornaria-se fundamental, de acordo com os parlamentares, a realização da CPI em questão.

 

Carregando comentários aguarde...
...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies