Marina Silva se posiciona contra o PL 510 no Twitter

Projeto é considerado como favorecedor de esquema de grilagem

Anúncio


A ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (PV-AC) se posicionou contra o PL 510. Aliás, muitos parlamentares, políticas e demais pessoas subiram uma hashtag no Twitter intitulada #PL510NÃO e também #grilagemnão. Saiba mais a respeito hoje (30/04) aqui no Folha Go.

Continua depois da publicidade

Além disso, a ex-ministra ainda declara “Continuamos vigilantes!”. Não obstante, ela faz referência ao fato do Senado ter retirado de pauta o projeto sobre regularização fundiária, mas alertando para todos ficarem de olho e não permitir a aprovação do mesmo.

O que é o PL 510

O Senado adiou recentemente a votação do PL 510. A propósito, esse projeto de lei fala a respeito da regularização fundiária. Inopinadamente, o texto do projeto instaura novas regras a respeito da ocupação de terras da União e também do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), cuja ocupação ocorreu antes de 25 de maio de 2012.

Continua depois da publicidade
pl 510
Marina Silva se posiciona contra o PL 510 no Twitter. Fonte da imagem: Pixabay
Relacionados

Em razão de uma proposta de autoria do senador Irajá (PSD-TO), as instruções e normas para a regularização da Amazônia Legal abrangeriam as propriedades de até 2500 hectares no resto do Brasil. Ademais, vale lembrar que a norma vigente define data até 2008.

Além disso, o texto, cujo relator é o senador Carlos Fávaro (PSD-MT), deve passar por uma nova discussão em audiência pública na Comissão de Agricultura na quinta-feira. Calcula-se que as propostas de alteração viabilizariam a regularização fundiária de 55 a 65 milhões de hectares de terras das União.

As críticas ao projeto

Debaixo de uma enxurrada de críticas de ativistas ambientais, o PL 510 possui o apoio da bancada ruralista no Congresso. Por outro lado, a oposição chegou a chamar a proposta de nova versão da “MP da Grilagem”.

Agora, entre os ambientalistas, o projeto é visto como uma forma de “boiada” contra o meio ambiente. O termo faz alusão à uma fala do ministro Ricardo Salles em reunião ministerial em 2020.

 

Carregando comentários aguarde...
...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies