Salvador terá multa para quem discriminar demonstrações de afeto entre LGBTQI+

Em Salvador, serão penalizadas situações de discriminação contra demonstrações de afeto entre pessoas e casais homoafetivos e o dinheiro obtido será utilizado para demandas de frentes LGBTQI+ do próprio município.  

Segundo a A lei Teu Nascimento nº 291/17 que foi sancionada pelo prefeito ACM Neto nesta sexta-feira (16), será regularizado um sistema de multas para situações de homofobia na cidade de Salvador BA. A penalidade poderá a chegar a quatro mil reais em dinheiro.  

Serão penalizadas situações de discriminação contra demonstrações de afeto entre pessoas e casais homoafetivos e o dinheiro obtido será utilizado para demandas de frentes LGBTQI+ do próprio município

Veja também: Confira como participar da oficina gratuita com certificado do curso Checa Fato

Apesar do tom progressista, é necessário entender que não há, de fato, o que se comemorar, uma vez que é difícil pensar que, ainda em 2020, exista a necessidade de leis e ementas que assegurem o direito a pessoas LGBTQI+ de demostrarem afeto.  

Além disso, o Brasil está entre os líderes mundiais quando o assunto é discriminação motivada pela orientação sexual.  Em uma das páginas onde foi divulgada a notícia, muita gente se questionou sobre a aplicabilidade desta nova lei.  

Tal discussão vem à tona pois, segundo muitas pessoas, não há a fiscalização necessária para que, de fato, esta lei seja cumprida e levada a sério. Outro ponto pode ser que algumas pessoas vejam a situação como um “privilégio” por parte dos LBGTQI+. 

Fique por dentro: Aplicativo e-saúdesp tem novas atualizações e melhorias aos usuários

Portanto, este é um assunto delicado por si só. Afinal, é necessário, sim, a disseminação de informações para que não fiquemos reféns de velhas crenças e para que possamos juntos construir um amanhã mais tolerante para todos é o mais importante, em todos os sentidos. 

Exemplos de homofobia na mídia  

Há pouco tempo, o youtuber Gustavo Rocha foi foco de homofobia ao se assumir homossexual. As represálias duram cerca de uma semana e, mesmo com a possiblidade da punição por cyberbullying, os extremistas não se calaram.  

https://www.instagram.com/p/CGZwO17nGpf/?igshid=1lmd88ko1nfbi

Veja também: Ativista Luisa Mell se pronuncia sobre mulher que foi morta por defender cachorro no Paraná

Comments
Loading...