Vacina Covid-19: Posso tomar doses de marcas diferentes? Especialista explica

A grande maioria das vacinas contra o Coronavírus exigem 2 doses, contudo nem sempre há garantia de que ambas serão da mesma fabricante

Atualmente está em curso no Brasil a vacinação contra o Coronavírus. Contudo, as variedades da vacina de Covid-19 levantam dúvidas. Por exemplo, quanto à possibilidade de tomar a primeira e a segunda dose de imunizantes diversos. Sobre isso se manifestou hoje, 13/04, um especialista na área.

Hoje, Atila Iamarino falou mais sobre a questão ao ser questionado em suas redes. No Twitter, um seguidor do biólogo e pesquisador levantou questionamentos sobre a segurança da primeira dose ser de uma marca e, a segunda, de outra.

-- Continuar depois da publicidade --

O biólogo se tornou um verdadeiro referencial no que diz respeito ao Covid-19. Isso, pois, muito antes do vírus chegar ao Brasil ele já alertava sobre seus perigos. Igualmente, apresentava estratégias que poderiam auxiliar na contenção da transmissão viral.

Vacina de Covid-19
Atila Iamarino é referência no combate à pandemia. – Foto: UOL

Vacina Covid-19: Existe perigo em tomar as duas doses de marcas diversas?

Atualmente o Brasil aplica, para fins de imunização, dois tipos de vacinas. A primeira delas é a CoronaVac; a segunda, a Oxford/Astrazeneca. Apesar de agirem de forma distinta, ambas exigem duas doses.

Isso, por sua vez, levanta dúvidas. Afinal, como saber qual é a vacina da primeira dose? Ainda, é preciso que a segunda seja igual à primeira? Existem perigos em as doses serem de natureza distinta? Sobre essas perguntas Atila Iamarino se manifestou hoje.

Um seguidor do biólogo no Twitter o questionou sobre os perigos em tomar doses de vacina de Covid-19 de natureza diferente. Ao responder, Iamarino destacou que as misturas ainda são foram alvo de estudo sem resultados concretos. Por isso, não é possível saber de sua eficácia por ora.

-- Continuar depois da publicidade --

Portanto, ressaltou que sim, haveria problemas em misturar as diferentes vacinas. Ou seja, em tomar a primeira de uma marca e a segunda de outra fabricante. Afinal, os imunizantes agem de modo independente e com base em vetores diversos.

Assim, os responsáveis pela imunização e aplicação da vacina de Covid-19 mantém esse controle. Afinal, a correspondência das doses é crucial. Ela aumenta as chances de sucesso na campanha de vacinação.

SaúdeLab: A importância da alimentação correta no combate à depressão e ansiedade

Programa SaúdeLab entrevista a nutricionista Julianna Martins. O tema? A importância de se alimentar corretamente no período de pandemia para evitar problemas como a depressão e ansiedade. Portanto, não deixe de ver.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...